7 de dez. de 2022

498) Lady Chatterley e a Recusa em ficar Triste, Louca e Má

 

 Lady Chatterley e a Recusa em ficar Triste, Louca e Má

Mônica Clemente (Manika)

@manika_constelandocomafonte

 

Na maioria das vezes, a tristeza, a loucura e as maldades são frutos das relações e não do caráter.

 

O Amante de Lady Chatterley é um romance, de DH Lawrence, sobre uma mulher que se recusa a ficar triste, louca e má num mundo desalmado.

 

Constance se casa um dia antes do noivo ir para guerra.  Seis meses depois, Sir Chatterley retorna ferido, sem poder andar e ter relações sexuais. Mesmo que a tragédia não o impedisse de dar prazer para sua fogosa parceira, ele decide não tocá-la mais. 

 

Um dos recursos da literatura é usar fatos extraordinários para tratar de fatos ordinários:

 

A guerra impondo o infortúnio ao casal representa uma mentalidade coletiva. A de se esquecer de se cortejar como acontecem em muitos casamentos.

 

Ele, então, propõe à esposa que busque um homem para ter um filho para eles. Uma solução difícil para ela, ainda apaixonada. Esta cena revela outras situações:

 

A utilização desalmada da mulher, que se acentua quando ele espera que ela cumpra tarefas, além de suas forças, sem perceber o quanto elas consomem sua sanidade.  E a insensibilidade de um dos parceiros que leva às triangulações.

 

Ela, então, não encontra um homem, mas um amante, que por sua vez foi largado pela esposa. Uma mulher, como o marido de Lady Chatterley, que o trata como uma coisa e não uma pessoa.


Os dois se apaixonam ao longo de experiências sexuais, com o amante oferecendo à Lady Chatterley o que o marido se recusava a dar, desde uma boa conversa até jogos de prazer.

 

Essas diversas cenas não são um exercício pornográfico do autor, como seus críticos mais ferozes alegaram, mas uma escolha artística que refuta as repressões ao prazer das mulheres e à sensibilidade dos homens. E denuncia as causas que castram as pessoas e as trancafiam em guerras, minas, fábricas e casamentos sem sentido.

 

Todo livro (e filme na Netflix) trata da luta entre um mundo mecanizado feito para dominar a natureza, a mulher e os afetos, contra um casal que quer ser feliz sem perder nada de mais precioso que existe neles e no encontro deles.

 

Mônica Clemente (Manikaj

@manika_constelandocomafonte

 

_______

 

O Amante de Lady Chatterley – adaptação do Livro de DH Lawerence para o cinema 2022

Direção: Laure De Clermont-Tonnerre

Elenco: Emma CorrinJack O'ConnellMatthew DuckettJoely Richardson

Título original: Lady Chatterley's Lover

 

#oamantedeladychatterley #Casamento  #prazer #Mulher #familienstellen #repressão #sexualidade #libido #cinemaeconstelacaofamiliar 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

586) O Anjo da Guarda em seu Mapa Astral

  O Anjo da Guarda em seu Mapa Astral Mônica Clemente (Manika)   Você sabia que existe um “anjo da guarda” em seu mapa astral? Uma for...