29 de set de 2017

62) Vocação e Constelação Familiar



Muita gente se pergunta “qual é a minha missão? ” “O que eu vim fazer neste mundo? ” “Qual ofício poderá expressar melhor os meus talentos?

Mas missão, talento, ofício e vocação são a mesma coisa? E como se revelam na Constelação Familiar?

Etimologicamente, talento significa inclinação, se vier da palavra latina “talentum”, e quantia de dinheiro se vier do grego “Talenton” [i] . Na Parábola de Jesus sobre talentos, contada por Mateus 25:14 – 30,  a mensagem é a de que devemos servir com os dons confiados a nós de forma aplicada e diligente ou haverá “choro e ranger dos dentes”. Neste sentido, talento passou a significar dom especial e cada um de nós recebeu ao menos uma graça divina que precisa ser usada pelo bem comum[ii].  

Já a palavra vocação, apesar de ser usada como sinônimo de aptidão, se refere ao termo Latim “vocatio” que significa um chamamento. E tem relação com o termo Latim “vox” que significa voz, som, grito e fala.[iii]

O professor alemão Gerhard Walper [iv] da Hellinger Schule, com ampla experiência em Constelação Familiar e Constelação, Sucesso, Empresas e Vocação, pontua que a palavra alemã para vocação é berufung. Este termo tem a ver com um chamado específico que vem de Deus. Então a origem da voz interior é clara nesta palavra, não é uma voz qualquer.


Esperanza Spalding


E a palavra missão? Qual a sua origem? Nas igrejas primitivas, quando se acabava uma cerimônia religiosa, falava-se “ite, missa est” que significava que a congregação estava dispensada. Com o tempo toda a cerimônia passou a ser referida com a expressão missa, mas ainda assim, vem do verbo latino “mittere” que significa enviar, mandar e dispensar. E o ato de enviar vem da palavra latina “missio”. Por isso, os projéteis se chamam míssil e para onde encaminhamos nossos esforços se chama missão.[v] Se o talento é recebido, a vocação chama e a missão envia.

E, finalmente, a palavra ofício vem do Latim “officium” e significa serviço, dever, atividade e é formada pelo prefixo “ops” (poder, meios para) e “facere” que significa fazer e realizar.[vi]

Aqui no Brasil todos estes termos têm relação com a palavra trabalho, que vem do Latim  “tripaluim”, ou um equipamento de tortura. que na França virou “travailler” que significa sentir dor e sofrer, até chegar ao sentido de trabalhar duro e “apenas” trabalho.

Durante o fantástico seminário ministrado pelo professor Gerhard Walpe em setembro de 2017 em São Paulo vimos que estas esferas de manifestação - aquilo que recebemos como dom (talentos), o que grita em nosso coração (vocação), o nosso serviço no mundo (ofício) e como fazemos (trabalho) -, apesar destes termos não terem sido especificados no curso como fiz acima,  estão diretamente ligadas à emaranhamentos familiares.

Por exemplo, alguém que queira muito salvar a mãe do destino dela, o que sabemos ser impossível, pode sentir vontade de ser terapeuta. Se uma família teve uma doença incurável, um dos filhos ou netos pode querer ser médico para curar o que não teve solução. Um advogado está em busca da falta de justiça sofrida e um professor está garantindo os acertos e formas de pensamentos que não foram legitimados.

Naquele filme, "A Partida", estes destinos que desembocam em uma vocação diferente do que imaginávamos é retratado com um jovem japonês e seu anseio por ser músico. Seu destino, porém, o empurra para um ofício que acabará por levá-lo a uma solução desejada há muito tempo por sua alma.

No filme "A Chegada", tão rico de sentidos, a capacidade de ver o futuro da personagem nos faz questionar como encaramos o nosso passado com aceitação ou negação. Nele também se revela como a nossa missão está emaranhada em algo que busca soluções para a nossa alma.

Então toda vocação é um emaranhamento? De certa maneira sim. E digo mais, é uma voz lá no fundo da alma que grita para ser dado um passo à frente do emaranhamento, rumo ao nosso centro. 

O terapeuta, por exemplo, tem que parar de querer salvar ou julgar a mãe; o médico precisa parar de querer vencer a morte; o professor precisa aceitar os limites para ir além; um ator não poderá dar voz a todos os excluídos aceitando, enfim, os seus destinos; um político não pode mudar um movimento que atua por trás do curso da história, por mais que seus eleitores, infantilizados, acreditem que sim, etc. etc.

E quando não entendemos o recado da vocação, o trabalho pode virar um verdadeiro tormento. Cada vez mais opressor e impossível de se livrar até que se aprenda a impotência e a humildade diante do que ele tem a nos ensinar.

Há outras relações ocultas entre nosso serviço no mundo e os laços ocultos na família (e aprendi tudo isso com o Bert e Sophie Hellinger e o Gerhard Walpe): Um irmão mais novo liderando uma empresa, por exemplo, pode se sentir paralisado se um irmão mais velho for seu assistente. Para garantir o lugar do irmão como o primeiro da família o irmão mais novo se sabota na empresa que ele mesmo criou. Uma pessoa que nasceu com um talento enorme para as artes, pode ser vocacionada a seguir outra carreira por conta dos emaranhamentos sistêmicos, como os citados acima, e seu talento recebido deve servir à esta voz interior que a empurra para outros caminhos.

Um esforço não reconhecido dentro da empresa com merecidas promoções, pode refletir a própria arrogância em relação à mãe que não a reconhece: “Mamãe você não me deu o que eu queria! E eu não reconheço a dor e o medo que você passou em meu parto, nem te agradeço o meu corpo tecido no seu, muito menos os tempos gastos com meus cuidados! Eu só vejo o que me doeu.”

E aquele funcionário ou cliente desrespeitoso pode estar excluindo o pai do coração, se colocando ao lado da mãe nas brigas de casal que eles tiveram.

E tem também o quanto investimos em um empreendimento, seja em uma empresa ou na busca de uma ajuda. Lembram da parábola contata por Mateus? Se queremos dar menos do que é pedido, podemos estar falando que não receberemos tudo, porque tampouco daremos tudo de nós. Pode ser que estamos fechados, principalmente para a vida que veio dos pais, o maior dom recebido numa existência. Será que isso não gera dor e ranger dos dentes?

Em um grupo de Constelação Familiar estas descobertas se multiplicam exponencialmente atingindo a todos. Quando o tema é vocação, empresas e trabalho chegamos ao serviço dedicado à vida que é a fonte de toda a Constelação Familiar. Por isso, não importa se você é constelado diretamente ou não, em algum momento uma dinâmica vai te atingir em cheio, mesmo que você esteja sentado, ansioso para ser constelado "sem ser escolhido".

Todos nós já escolhemos, quando decidimos ir a um encontro destes, encontrar  uma saída para a fonte de vida continuar a fluir. Assim uma porta aberta em um de nós é um portal aberto para e por toda a gente.


1 de set de 2017

61) Carta ao Pai - Bert Hellinger



Carta de Bert Hellinger ao pai
(Traduzi do Livro - mas já tem publicado em português)

“Dedico este livro a meu pai Albert Hellinger (1895-1967), com uma carta:

Querido papai, por muito tempo eu não soube o que me faltava mais intimamente, muito intimamente. Por muito tempo você, meu querido papai, foi expulso de meu coração.

Por muito tempo você foi um companheiro de caminho para quem eu não olhava porque fixava meu olhar em algo maior, como eu imaginava.

De repente, você voltou a mim, como de muito longe, porque minha mulher Sophie o invocou. Ela viu você, e você me falou por meio dela.

Quando penso o quanto me coloquei muitas vezes maior do que você, quanto medo também eu tinha de você porque muitas vezes você me batia e me causava dores, e quão longe eu o expulsei de meu coração e tive de expulsá-lo, porque minha mãe se colocava entre nós; somente agora percebo como fiquei vazio e solitário, e como eu estava separado da vida plena.

Porém, agora você voltou, de muito longe, para minha vida, de modo amoroso e com distanciamento, sem interferir em minha vida. Agora começo a entender que foi por você que, dia a dia, nossa sobrevivência era assegurada sem que percebêssemos em nosso íntimo quanto amor você derramava sobre nós sempre igual, sempre visando o nosso bem-estar e, não obstante, excluído de nossos corações.
Será que em algum momento lhe dissemos como você foi um pai fantástico para nós?

Você teve um oceano de solidão a sua volta e, ainda assim, permaneceu solicíto e amoroso a serviço de nossa vida e de nosso futuro. Nós tomávamos isso como algo natural, sem jamais honrar o que isso exigia de você.

Agora me vêm lágrimas, querido papai. Eu me inclino diante de sua grandeza e tomo você em meu coração. Tanto tempo você esteve excluído do meu coração. Tão vazio ele estava sem você.

Também agora você permanece amigavelmente a uma certa distância de mim, sem esperar de mim algo que tire algo de sua grandeza e dignidade. Você permanece o grande como meu pai, e tomo você e tudo que recebi de você, como seu filho querido.

Querido papai,
Seu Toni (assim eu era chamado em casa).”

Bert Hellinger, em “As Igrejas e o Seu Deus”.


Bert, com Sophie, em seu aniversário de 90 anos na Rússia
18/12/2015


60) Onde mora o Trickster ou por que nos sabotamos?





O Trickster é um arquétipo, muitas vezes encarnado em nossos atos desastrados, que prega peças na gente, ou desobedece às regras, para nos despertar do que não estamos vendo. Como é que a gente é vítima deste malandro que muitas vezes nos faz sabotar as melhores intenções?

Jung observou que cada um de nós se adapta melhor à realidade de uma certa maneira: pela intuição X sensação, ou pelo pensamento X sentimento. Esta adaptação é executada de forma bem sofisticada e elaborada, mas sua contrapartida fica no polo oposto mergulhada no inconsciente se portando de forma barulhenta, muitas vezes. É lá que o Trickster mora, para pregar peças na gente.

Por exemplo, se sua intuição é muito desenvolvida, então sua observação dos detalhes e sensações corporais não ficam muito conscientes para você, porque está no polo oposto da intuição, alojada em teu inconsciente. Você se adapta muito bem no mundo seguindo o teu faro, mas esquece o casaquinho se está frio.

Sabendo disso, você registra todos os passos que dá se precisa resolver um problema com uma empresa, por exemplo, anotando protocolo, datas e horas e escrevendo o que falaram, porque sua memória e lembrança dos detalhes te dá rasteiras. Ou você simplesmente ignora esta “fraqueza” e não anota detalhe nenhum ficando sem ter como te proteger futuramente. Pode também se cansar rapidamente dos assuntos burocráticos, até se tornando extremamente irritadiço ou com um sentimento de impotência diante da vida. Este é o trickster te dizendo alguma coisa, te pregando peças para você olhar para aquilo que não quer ver, ao mesmo tempo em que te faz perder o prazo daquela bolsa de doutorado. E aí, alguns intuitivos dirão: "não era para ser".


Se, ao contrário, você se adapta melhor com a sensação, então é capaz de entrar numa festa e se lembrar da roupa de cada pessoa (o Intuitivo vai sentir o clima). Ou vai conseguir embarcar em muitas aventuras sem nem pestanejar, se divertindo muito. Se alguém te falar em energia ou até te perguntar o teu signo é capaz de ter um chilique, desconsiderando totalmente estas idiotices, porque são coisas de gente fora da realidade, lunáticas mesmo. Isto porque, aquilo que é traduzido para o mundo por vias irracionais pelo faro intuitivo é o polo oposto da sensação. Que por sinal é irracional também, porque é instintiva e não passa pelo crivo do pensamento nem do sentimento, funções racionais da consciência, segundo Jung.

Aí a pessoa adaptada melhor na sensação, que nega sua polaridade intuitiva, pode sofrer de pesadelos sistemáticos e ter até uma crise nervosa. Pode também, se arrogar e fazer interpretações esdruxulas do que acontece em seu inconsciente, tomando decisões erradas por conta disso. São os mais propensos a ter ataques de fobia, porque seu inconsciente o invade com visões que ele nega. O trickster dele está lá, no medo das coisas que ele não pode tocar com seus órgãos sensoriais. Os que já aprenderam algo sobre seu polo oposto dizem: "eu não acredito nas bruxas, mas que elas existem, existem!" Uma pessoa polarizada demais na função sensação pode casar mil vezes antes de parar e escutar a intuição um pouco.


O desenho que ilustra esta publicação, “está errado”, se entendemos que muitas mulheres se adaptam ao mundo pela função pensamento e muitos homens se adaptam à realidade pela função sentimento, funções racionais que classificam e julgam, respectivamente, criando padrões. Embora culturalmente esperem da gente o que a ilustração propõe: que o homem aja de forma dita racional e a mulher de forma emocional. O sentimento, para Jung é bem racional, porque ele gera valores, então, razão não tem só a ver com classificações, mas com o que fazemos com nossos afetos.

Mas ele, o desenho, “está certo” ao nos mostrar como ficamos de costas para aquilo que não nos é familiar. E como ficamos vulneráveis e encolhidos em nossos mundos, com medo do outro lado negado. Sabotar vem de sabot, tamanco em francês, e tem a ver com isso: colocar o tamanco nas engrenagens para impedir o trabalho de seguir em frente.  Se uma maneira de estar no mundo não é mais adequada o Trickster, que mora na função inferior da nossa consciência, joga o tamanco no meio de nossa caminhada para chamar a nossa atenção.

É de lá que ele grita: É por aqui! É por aqui que você vai ver o iceberg de cabeça para baixo e inteiro, embora não possa ficar muito tempo sem se afogar.

18 de ago de 2017

59) Prepare-se para o Eclipse Solar Total de 21 de agosto de 2017

Conhecer o que é e como atuam os eclipses, astrologicamente falando,  pode ajudar a traduzir o que estamos sentindo durante este período.

As previsões astrológicas de cada signo estão ao final, no item 7.
Dos itens 1 ao 6, caminho das explicações técnicas até as possibilidades das dinâmicas celestes atuarem em nosso psiquismo.




1)  O que é um Eclipse, tecnicamente falando?

O eclipse acontece quando um corpo celeste esconde outro. A astrologia estuda os eclipses dos luminares Sol e Lua que acontecem quando o Sol, a Terra e a Lua se alinham com o que se chama de nódulos da Lua, ou um ponto simbólico e matemático que se refere à órbita da Lua atravessando a eclíptica. A eclíptica, como o nome sugere, é o plano da órbita da Terra ao redor do Sol. A Lua passeia em volta da Terra que rodeia o Sol, então quando estas órbitas se encontram temos os nodos da Lua. Este alinhamento é o que torna a Lua nova ou cheia um eclipse (estes encontros na eclíptica) do Sol ou de Lua.


Etimologicamente, o eclipse significa desaparecimento, algo que falta, abandono. Eles podem ser eclipses solares quando é Lua Nova, com ela bloqueando a Luz do Sol até a Terra. E podem ser eclipses lunares, quando a Lua está cheia, com a Terra entre os Luminares Sol e Lua. A figura abaixo ilustra um eclipse Lunar, Lua Cheia, que é a Lua oposta ao Sol, com a Terra no meio. (Pare de se meter ou tomar partido nas brigas de casais dos seus pais).



Como não é todo o planeta Terra que recebe a sombra monstruosa da Lua engolindo os raios do Deus Sol num eclipse solar, aquelas regiões que ele vai atingir, e se pode ver sua sombra, é onde se sente mais os efeitos coletivos e individuais. Tanto os humanos, como os reinos vegetais, animais e minerais são atingidos.


2) O Eclipse Total do dia 21 de agosto de 2017

O grande Eclipse do dia 21 de agosto de 2017 será solar. E total nos EUA, depois de 38 anos do último. É Solar porque é uma Lua Nova. E total porque o ângulo é muito perto do nosso planeta naquela região.

O Sol, a Lua e o nodo ou nódulo Norte da Lua estará em Leão e o nodo Sul em Aquário, o que afetará mais estes signos e os outros dois (Touro e Escorpião) que compõe a cruz fixa. E a região do planeta onde o eclipse é visível sentirá mais os seus efeitos.

Aqui no Brasil, então, será eclipse parcial.



Explico as implicações do eclipse em cada signo ao final deste texto. Mas deixo aqui o link do Portal Vix, no qual a jornalista Bruna Alencar faz um artigo bem legal junto com a entrevista que fizemos, colocando na íntegra a influência do eclipse em cada constelação.

A sombra da Lua na Terra vai afetar a América do Norte, especificamente o território dos EUA, com a passagem mais demorada de 2:35 minutos em Carbondale, em Illinois. A América Central e o Norte da América do Sul também poderão ver alguma coisa.

Clima durante o Eclipse: https://www.weather.gov/source/crh/eclipse.html


Ele é chamado de grande eclipse ou eclipse total porque está bem pertinho da Terra e encobrirá totalmente o disco solar para os observadores das regiões acima citadas.  É como tampar os olhos com as mãos, o que vai esconder tudo. Se a nossa mão estiver mais distante do nosso rosto, esconderá ainda alguma coisa, mas poderemos ver algo ao redor. Esta variação do tamanho da umbra ou sombra da Lua na Terra, por conta da distância do eclipse em relação ao nosso planeta, cobrirá parcial ou totalmente o Sol para o observador. Isto é o que vai determinar os tipos dos eclipses solares e onde ele afeta.

Olha aqui  este evento celeste no site da Nasa.
E aqui, no site Astronomy Magazine.

Eu não vou falar sobre os eclipses lunares, que se dão na Lua Cheia, mas é quando a Lua está na Sombra da Terra em oposição ao Sol. A Lua é obscurecida pela Terra, que fica entre ela o astro rei. A variação desta umbra e penumbra é que vai determinar os tipos de eclipse lunar. O Eclipse total da Lua, que chamamos de Lua de Sangue,  está bem próxima da Terra.

3) De modo geral, como esta visão nos afeta?

 The Starry Night - Van Gogh A Noite Estrelada de Van Gogh foi supostamente pintada no sanatório Saint-Paul


Falando simbolicamente, podemos associar estas dinâmicas dos eclipses, e seus personagens, às várias situações humanas de acordo com a época e a cultura. Isto porque nós projetamos no espaço, e em nosso entorno, nossas estruturas psíquicas.

 Já os artistas, contam para a gente uma nova versão do que sentem. Como o Van Gogh pintaria o Eclipse para a gente?
  
Como o psiquismo atua primordialmente por imagem, e ele afeta nossos corpos num intricado jogo hormonal com campos de informação, imagina testemunhar um gigante celeste engolindo o Deus Sol trazendo escuridão no meio do dia?! E se a Lua ficar vermelha, então?! Podemos imaginar que é o sangue da vítima devorada?

Este tipo de interpretação dos acontecimentos celestiais já não é mais comum, porque não estamos vivendo em cavernas e fugindo de animais ferozes. Mas as bombas foram criadas e o final do mundo é sempre uma expectativa inconsciente para o nascimento de um mundo melhor. Coisas de rituais de ano novo.

E já descobrimos cientificamente que o que acontece com o Sol, a Terra e a Lua não são monstros digladiando no céu, embora Dom Quixote refutasse, inutilmente, que o nosso olho não consegue ver mais os espectros dos encantos. Ainda assim, desencantados que estamos, aquela dinâmica aciona outros jogos interiores.

Por exemplo, a Lua Nova, ou um novo ciclo da lunação, ativa a esperança de um novo começo. Então, como a nossa necessidade psicológica de novas chances alinhada com a Lua Nova atua sobre as nossas ações?

Outro exemplo: imaginamos, não de maneira rígida, que o Sol constele em nossa mente o pai e a Lua a mãe. Pode ser ao contrário. Da mesma maneira, os nódulos da Lua associamos ao hábitos antigos que já não servem para crescer e os novos que somos instigados a fazer, e a Terra ao corpo nascido – a experiência na vida. Quando o Sol, a Lua e a Terra formam um eclipse, como a Lua escondendo o Sol totalmente no dia 21 de agosto de 2017, podemos sentir que os vínculos parentais são acionados e ameaçados em nossa psique? Quais outras constelações afetivas podem ser acionadas?

Em cada época e cultura elaboramos novas interpretações para as imagens do céu onde projetamos nossa interioridade. 

O Céu é a lousa dos nossos afetos mais escondidos.




Como os eclipses acontecem em determinados signos, aqueles que nascem com o Sol e a Lua, ou os nódulos da Lua ou qualquer planeta pessoal nestes domínios se sentem particularmente atingidos. Isto porque o seu Sol ou Lua, por exemplo, toca aquele manancial de informações do inconsciente coletivo, por assim dizer, que está sendo “cutucado” com os eclipses. No nível pessoal é como se um arquivo ancestral se abrisse em nossa vida. Pode ser que gere um sintoma físico, ou um encontro, uma experiência extraordinária para compreendermos como nos relacionamos como família e depois coletivamente, exigindo novas formas de nos portarmos nestas relações.

Alguns autores ainda sugerem que os Nódulos da Lua (implicados nos eclipses) têm a ver com experiências de vida passada que precisamos ultrapassar para evoluir espiritualmente. Ou, se não quisermos ir por este caminho, podemos associar às experiências transgeracionais – dos nossos ancestrais - que ainda servem de roteiros inconscientes para nós. Então, são como portais que abrem um Campo de experiência maior.  E como o Luminares Sol e a Lua estão “clareando” e “obscurecendo”, em relação à Terra, estas conexões ocultas, podemos apreender algo e ultrapassar as barreiras das sombras.

Isto posto, no dia 21 de agosto de 2017 acontecerá um eclipse total solar, quando a Lua ficará entre a Terra e a Luz do Sol, obscurecendo a imagem do Astro Rei para quem estiver na Terra em algumas regiões do planeta. Imagina um teatro de sombras, onde a Lua reflete sua sombra sobre a Terra porque oculta a luz do Sol?

4) Já que nosso inconsciente é atingido diretamente com imagens, o que pode surgir quando a Lua impede de ver o Sol, com sua sombra passeando sobre “nós”?

Se uma pessoa tem uma mãe possessiva que fez alienação parental em relação ao pai, o eclipse vai acionar aquela lembrança da sombra da mãe sobre ela quando criança, sendo impedida de caminhar para a luz do pai. E ao contrário também, se foi o pai quem a impediu para ir até a mãe. Como é eclipse de Lua Nova, um convite para um novo começo na relação impedida é possível! Se quiser saber mais sobre isso, clique aqui.

Se um trabalho proposto, a princípio tentador, exigir que você perca a sua identidade, brilho e criatividade para virar apenas uma célula do corpo daquela empresa, o eclipse vai acionar uma reflexão sobre o que é mais importante para você. Mas não é ainda para sair do trabalho, caso esta seja a decisão, é para começar a se preparar para o novo passo que vai redirecionar para a trilha do coração. A Interpretação da Clarissa Pinkola Estes do Conto “Os sapatinhos vermelhos”, no Livro “Mulheres que correm com os Lobos”, pode ajudar a superar esta fase.

Se a gente reclama demais da mãe ou do pai porque eles vacilaram tanto, a sombra do eclipse vai mostrar como a nossa mágoa está impedindo de ver o nosso Sol, nosso potencial criativo e os novos começos, e como usamos isto de desculpa para não seguir em frente.

Se uma mãe morreu de parto e ninguém mais toca no assunto por conta da dor imensa, uma tristeza pode sombrear aquela família por gerações sem que se tenha lembrança da solução.  Neste no caso, a gratidão pelo sacrifício que gerou a vida naquela família, gera mais força do que o medo da dor.

Mas não sabemos o que o eclipse vai acionar em cada pessoa, especificamente. O que sabemos é que ele atua para empurrar alguma nova solução. Um novo começo é possível. E sabemos como pode afetar cada signo.

Como o  dia 21 de agosto este eclipse vai ser com o Sol e a Lua em final de Leão, junto ao Nódulo Norte da Lua em Leão e o Nódulo Sul em Aquário. A Lua Nova, ou balsâmica, ou a Lua que pede uma nova vida, uma nova maneira de estar no mundo vai colocar o que estávamos fazendo, até então, à prova. O que não tem mais valia, que siga ‘para outras dimensões’ com Aquário, signo oposto à Leão, onde está o nódulo sul da Lua. O que tem que ficar que tenha coração, como o seu regente Sol e Leão pedem. E o passo novo também esta direção.

Carlos Castañeda tem uma boa frase para este momento de reflexão, para que o novo possa nascer com força:

“Um caminho é só um caminho, e não há desrespeito a si ou aos outros em abandoná-lo, se é isto que o coração nos diz... Examine cada caminho com muito cuidado e deliberação. Tente-o muitas vezes, tanto quanto julgar necessário. Só então pergunte a você mesmo, sozinho, uma coisa. Este caminho tem coração? Se tem, o caminho é bom, se não tem, ele não lhe serve. Um caminho é só um caminho. ”

               E a sabedoria popular complementa: “Não jogue o bebê fora junto com a água suja”. Toda escolha e novos começos devem ser responsáveis e não se pode largar nada antes do tempo do seu aprendizado, com o risco de atrapalhar os novos passos. Começou algo que não faz mais parte do teu caminho, termine alguma etapa do processo e encaminhe a responsabilidade para outras pessoas interessadas. Aí se pode seguir adiante da Lua Nova.

               Estas orientações acima servem para todos, mas pessoas com os Luminares Sol e Lua,  os e nódulos da Lua e planetas pessoais (Vênus, Mercúrio, Marte, Júpiter e Saturno) em Leão, no signo oposto Aquário e nos signos que fazem quadratura com eles, Touro e Escorpião, serão afetados diretamente. Principalmente se morarem onde o eclipse for mais forte, porque é neste eixo que a sombra da Lua vai atuar.

5) Por que este eclipse vai afetar mais os signos de Leão, Aquário, Touro e Escorpião?

               Estes quatro cavaleiros, ou amazonas, guardiões dos valores e territórios psicológicos conquistados a duras experiências compõe a cruz dos signos fixos. Como toda cruz tem quatro pontas, mexeu com uma aciona as outras três: uma correndo atrás da outra até chegar ao seu centro (nosso centro), onde o movimento é contemplado sem maiores identificações. O centro da cruz é o encontro do feixe vertical com o horizontal, ou da matéria com o espírito, ou da consciência com a inconsciência e todos estes opostos que no mandala astrológico são as cruzes dos signos fixos, ou dos signos mutáveis e dos signos cardinais.

               Como estes signos fixos de Touro, Leão, Escorpião e Aquário não toleram mudanças, o eclipse pode ser um pouco doloroso para alguns. No entanto, quando finalmente fazem a sua transformação, estruturam todo um novo tempo. São os consolidadores do zodíaco.


               

               Os signos que fazem sextil e trígono com eles também recebem influências. Ou seja, todos os signos sentem o efeito, mas como não há formação de cruz com o Eclipse, simbolicamente falando, o efeito é menos potente. Lembre-se, na cruz, o centro sempre é o alvo. E todo centro se encontra no mesmo ponto: a nossa experiência com o nosso Self que circula nas relações com o mundo.

6) O Coração 

              Falando em centro, o Sol rege Leão, os olhos e o coração. A Casa Cinco também é um aposento de Leão e ela trata dos amores, dos filhos, eventos, teatro, o palco, os mestres e a vocação: voz do coração. Lembram daquela canção "Total Eclipse of the Heart"? Então, não é nada disso! Turnaround para o que te faz feliz!









7) Previsões astrológicas:

         Os nódulos sul e norte da Lua levam em torno de um ano e nove meses para mudar dos dois signos opostos que ocupam no mandala astrológico. Então, os eclipses e suas influências vão atuar em torno deste tempo nas qualidades daquele signo em que os nódulos estão em trânsito.

          Com relação às previsões e como o eclipse pode afetar cada signo, não sou favorável a pensar isso genericamente. Cada pessoa tem uma experiência pessoal com seu signo e com os trânsitos que o afeta. Desta forma, vou dar algumas dicas, mas é muito mais complexo do que isso, por que você pode não ser leonino, ou aquariano, ou taurino ou escorpiano, mas tem a Lua em Touro ou em algum destes signos.

Cruz Fixa: Leão, Aquário, Touro, Escorpião

·        Alguns Leoninos vão parar de não ver os outros porque seus brilhos os cegaram. Pode ser difícil este despertar, uma vez que a pessoa que não enxergavam pode sair de suas vidas, como a Lua bloqueará a Luz do Sol. Ao mesmo tempo que verá que faz isso consigo mesmo, se coloca os interesses do trabalho (ou outro) acima do que a sua alma quer para ele/a. Outros esqueceram tanto de sua identidade que terão oportunidade de encontrar novamente o seu brilho, ou a seu pai ou a sua mãe, parando de querer que eles sejam diferentes do que foram. O teatro e os atores vão se beneficiar com este eclipse também. Cuidarão mais de seus corpos e tomarão iniciativas de realizações de seus sonhos, sem “jogar o bebê fora” ou jogar fora tudo o que construíram desde então. O trabalho vai mudar e podem ir morar em outro país ou cidade.

·        Uma parte dos Aquarianos abandonará as suas manias de se fazerem de solitários e desapegados para mostrar, inconscientemente, os abandonos e rejeições da infância. E buscarão efetivamente um caminho em direção ao que falta. Enquanto outros poderão estar perdidos, mesmo com um bando de amigos a sua volta, querendo voltar a saber quem são e o que é mais importante para eles. Novos grupos de amigos e novas formas de ver o mundo surgirão e desaparecerão, como se fosse uma nova fase de vida bem marcada. Poderão curar as relações amorosas, mesmo que a separação seja o remédio para dias mais felizes. Vai curar algo profundo mesmo. 

·        Só para dar outro exemplo, alguns com a Lua em Touro vão, enfim, se libertar daquilo que os impediu de crescerem todo este tempo, com apegos excessivos aos pais e às demandas deles. Mas terão outras pessoas com Lua em Touro que precisarão aprender a criar vínculos positivos com os pais e parar de ser tão rancoroso com tudo o que aconteceu. Aprender a ganhar o próprio sustento também será exigido para os adultos. Os taurinos – ou Sol em Touro – precisarão confrontar aquele lado que esqueceu de si mesmo porque tentou se adaptar às demandas do pai ou da mãe muito críticos. Mas também sentirão um novo frescor, porque serão capazes de colher tudo o que plantaram nos últimos anos. Ganharão com isso. Se tiveram problemas sérios nas relações amorosas, terão novos insights sobre o que aconteceu, podendo até renovar este caminho. Vão mudar para uma nova cidade ou farão de sua casa um lugar de encontro profundo com seus pais (o pai), com a família e com a alma.


·        Os Escorpianos, enfim, terão oportunidade de largar suas ideias fixas, que os impossibilitaram de viver o amor com entrega. Mas também pode ser que outros tenham que aprender a ter limites entre o eu e o totalmente outro, aprendendo não só a alteridade, mas a respeitar seus próprios limites. Onde há posse não sobrevive o amor. Os relacionamentos amorosos serão mexidos de tudo o que é jeito, principalmente se ainda estão no meio do relacionamento dos pais, inconscientemente tentando savá-los como casal. Este trabalho é grande demais para qualquer filho. A humildade pode ajudar. Pode haver mudanças de casa e até de país, mas principalmente, terão chances de encontrar um trabalho mais feliz e recompensador. Alguns ainda vão encontrar uma parceria que vai mudar a sua vida. Seja ela amorosa, de trabalho ou um bom inimigo que treina bem a gente. 

Cruz Cardinal: Áries. Libra, Câncer, Capricórnio

·         Os Arianos vão sentir um novo ânimo para sua vida, principalmente em relação à sua criatividade, mas os impulsivos serão chamados a ser mais reflexivos. Aqueles em fase de ter filhos vão ver seu sonho realizado e aqueles que não querem filhos, cuidado! Mas se a vida se apresentar com esta potência, sem pedir licença, encare! É um eclipse na casa dos filhos encobrindo o amor que está lá, quente e luminoso como a Luz do Sol. A forma de amar será totalmente mexida, relembrando como agiu quando sentiu seu coração balançar por alguém. Velhos hábitos que impedem o amor terão que mudar ou o coração pode sofrer até fisicamente. E será muito bom trabalhar a raiva, ela não vai ajudar a lidar com as frustrações, que servem para fortalecer quem busca o sucesso. 

·        Librianos com mais de 30 anos, vão estar mais preparados para fazer o que vieram fazer. Os mais jovens terão um bom vislumbre do que faz seus corações baterem. Vão conhecer amigos que mudarão as suas vidas e se trabalham com grupos, ou querem trabalhar com grupos (e estão preparados para isso), é bom começar agora. Os investimentos financeiros serão bem positivos, jogos de azar não. E pão-durice menos ainda. Se tiver que investir em algo que vai dar lucro e este algo serve à vida, isso vai influenciar muitas pessoas positivamente. 

·        Cancerianos se sentirão com mais iniciativa nos negócios e terão mais voz ativa quando se trata de falar dos seus valores. Começarão a juntar para comprar a casa própria ou algo do seu interesse. Se não tomarem cuidado, estarão teimosos demais em relação às suas visões de mundo, negando tudo o que é diferente. Amigos antigos, que eram importantes, e o/a canceriano/a descartou por conta de um novo amor possessivo, vão aparecer como fantasmas em sonhos, pedindo que haja mais equilíbrio. Amizades e como faz amizades, amor e como ama serão temas importante e dolorosos se não forem confrontados. 


·        Os Capricornianos também estarão reavaliando as relações todas, mas podem ser análises mais truculentas se mexer com investimentos em conjunto. Poderão ganhar dinheiro ou receber heranças com os parentes ainda vivos, ou por meio de parcerias de trabalho e investimentos. Amigos vão sair da convivência diária e outros, que têm mais a ver com os valores atuais vão aparecer. Terão visão de seu futuro, mas ainda não poderão implementar o que estão vendo porque precisarão se reconciliar com o seu passado em relação ao pai do pai ou da mãe, se eles morreram muito cedo, ou abandonaram a família. Um antigo amor ainda vai assombrá-los, para que aprendam algo com ele, ao mesmo tempo em que podem se apaixonar da mesma maneira que se apaixonaram pelo antigo amor e acreditar que sentir isso é possível novamente. Isto se refere também a relação atual: pode renascer o amor, se ele estava submerso nos afazeres e compromissos diários.

Cruz Mutável: Gêmeos, Sagitário, Virgem e Peixes

·        Geminianos estarão ainda mais comunicativos e os que precisam aprender a falar mais (sim, há geminianos bem calados), terão vontade de se expressar. Muito mais! Aqueles que trabalham com produção, teatro, dança, escrita, fisioterapia, educação física e odontologia terão oportunidade de melhorar o seu trabalho e ganhar bem. As viagens também estão favorecidas, principalmente aquelas para países de onde veio algum ancestral. Psicologicamente terão que lidar com traumas e o que foi engolido, além de ter que cuidar mesmo da saúde, principalmente nas relações sexuais.

·        O Sagitariano vai querer viajar o mundo ou estudar novas filosofias, o que não é muita novidade. Mas algo vai surgir de fato em suas vidas para este movimento acontecer. Os estudos de qualquer natureza vão se intensificar e as amizades vão mudar. Um grupo sairá de suas vidas, ou um partido, ou uma filosofia mudará totalmente. Vai ser quase uma desilusão. Já para outros Sagitarianos será importante cuidar da saúde e podem mesmo se curar de muitas doenças, aprendendo com elas o que vieram ensinar. Aprenderão a falar e a escrever de forma mais direta e palatável para os leitores. Se não têm este dom, aprenderão a fazer isso sem violência. O sistema jurídico e os poderes tão abalados que serviriam ao povo, mas têm servido aos interesses financeiros, serão confrontados. Um bom curso de comunicação não violenta é bom para piscianos e sagitarianos neste eclipse. Aliás, para todos nós, né?

·        Os Virginianos vão sentir premonições, algumas bem assertivas, mas também podem ficar paranoicos. Se sentirão mais introspectivos e pensando no passado, resgatando competências que deixaram para traz e que ainda mexem o coração. Encerrarão capítulos de suas vidas. A saúde, domínio natural deste signo, será uma questão! Se bem tratada, sem rigidez, terá excelentes soluções. Se tiver algum vício como jogar na bolsa todo o patrimônio, pensando que um dia ficará muito rico, pare agora e busque ajuda. Viagens e conseguir aquela cidadania que te conecta aos teus ancestrais estarão de portas abertas. 


·        Piscianos têm que cuidar da saúde e mudar a sua maneira de lidar com o seu corpo. Sem radicalismo. E os já radicais terão que descer da torre de marfim do mundo ideal e sentir mais os pés na grama molhada e fresca. Terão muitos insights, então se são artistas, coloquem no papel todas as ideias para desenvolver depois. Ou mesmo os que não trabalham com arte, anotem seus insights. Rotina para os piscianos é fundamental, e com o eclipse será mais fundamental ainda. Ela garante que a imensa sensibilidade pisciana ganhe contornos e se realize em sua vida, no trabalho e nas relações. Cuidado para não engolir sapos mais do que um brejo. Terão que aprender a falar o que sentem, sem se fazerem de vítimas. Um bom curso de comunicação não violenta é bom para piscianos e sagitarianos neste eclipse. Também serão convidados a aprender a arte da ajuda: se você sentir que a sua ajuda vai tirar a força da pessoa, ou ela não pediu, ou você não sabe como, não faça!

               De um modo geral, aproveitem o eclipse para meditar, porque vai limpar muito o psiquismo. Tudo de melhor para todos!