3 de dez. de 2020

225) O Amor, os Príncipes e as Princesas

     


É... Tem algumas relações que pensamos que nos botam para baixo. Até nos tocarmos que não foi a pessoa que nos atirou na lona, mas nós mesmos. 

“Não é você que tem poder sobre mim. Sou eu que tenho este “poder” sobre mim, de não me ver, não me querer, não me qualificar... E nem sabia”.

 

O poder de tirar a minha potência e, se eu soubesse, o de me potencializar novamente.

 

Então, de repente, vemos que a pessoa só fez mal às nossas expectativas, que eram a sala de espera dos nossos demônios.

 

Elas diziam: “ele/a será meu príncipe encantado”, e atrás desta frase estava uma vontade enorme de ser humilhado segurando a cordinha da arapuca na mão.

 

Não porque príncipes ou princesas não existem de verdade! Todos nascemos assim! Mas porque há algo em nós que quer repetir anos de falta de carícias, desde a infância querida.

 

Aí vamos fazendo terapia, transformando os demônios famintos em crianças bem cuidadas, que se acham muito merecedoras de amor. Que se permitem viver muito felizes. Que são vistas e não mais fantasmas da coxia do teatro da nossa vida.

 

Saímos da maldição que nos transformou em sapos, e voltamos a ser príncipes e princesas, capazes de lançar um olhar para aquela pessoa que parecia nos colocar para baixo.

 

E ela é linda, mesmo com seus problemas que não são nossos, e já não engatam mais com as nossas ziquiziras.

 

O amor, então, aparece em toda sua plenitude. E o que ele faz? Ele aceita tudo exatamente como é, sem exigir mais nada, porque é mais belo do que a própria beleza.

 

Às vezes, dá até para ser casar com aquela pessoa mesmo, porque nossa nova postura a convida para outro tipo de relação.

 

Às vezes não vai rolar mesmo, e está bem assim também.

 

#Carícias #FomeDeCarícias #CaríciasPositivas #Amor #RelacionamentoAmoroso #Expectativas #Alteridade #Terapias #AnáliseTransacional #ConstelaçãoFamiliar #Familienstellen  

224) Histórias que Atuam no Podcast Benzadeusa

 




Tive uma conversa maravilhosa com duas Arcanjoterapeutas fascinantes: Maria Marta e Taiu, lá no podcast Benzadeusa!

Falamos da Constelação Familiar desvelando e solucionando as Tramas Ocultas nos Contos de Fada, seminários e atendimentos individuais que batizei de “Histórias que Atuam”. E um pouco de Arcanjoterapia, especialidade das criadoras do podcast.

Lá também tem muitas delícias para a gente abrir a cabeça e o coração. E como as suas idealizadoras mesmo definiram:

“O BENZADEUSA é o seu local de conversas universais e filantrópicas sobre processos evolutivos, teorias descomplicadas, espiritualidade prática e descolada. Doses semanais de expansão do lume! Idealizado por Maria Marta e Taiu.

@pandora_experiences / @taiutremonte 

Muito obrigada Maria Marta e Taiu pela recepção, conversa e maravilhosidade de estar com vocês!

Está disponível nas redes que suportam podcasts, como Spotify, Apple etc.


#Benzadeusa #Familienstellen #ConstelaçãoFamiliar #HistóriasQueAtuam #BertHellinger #EricBerne #ScriptDeVida #TramaOculta #ContosDeFada

223) A Arte da Ajuda desde Milarepa até a Constelação Familiar

 

Há milênios, o sábio Milarepa teve a ajuda da esposa de Marpa, seu mestre, porque reclamou para ela sobre as exigências do professor.

O que ela não sabia é que o pupilo precisava daqueles revezes para se purificar, antes de virar um dos santos mais venerados do budismo tibetano

Não é à toa que o Hellinger fala que a arte da ajuda consiste em saber se posso ajudar, quando ajudar, como ajudar e até onde ajudar.

Como escreveu Von Franz:

“Jung disse que uma situação em que não há saída, ou um conflito onde não há solução, é o início clássico do processo de individuação.

A situação é para ser sem solução mesmo: o inconsciente quer o conflito sem esperança para colocar o ego-consciência contra a parede, para que uma pessoa tenha que perceber que tudo o que ela faz é errado, seja qual for a maneira que ela está errando.

É para derrubar a superioridade do ego, que sempre age a partir da ilusão de que ela tem a responsabilidade da decisão. Naturalmente, se ela pensa: "Está bem, então, eu vou deixar tudo como está sem tomar nenhuma decisão, apenas deixando rolar e tentando escapar do problema”, é igualmente errado, pois, naturalmente, nada acontecerá.

Mas, se ela é ética o suficiente para sofrer até o centro de sua personalidade, geralmente, por causa da insolubilidade da situação consciente, o Self se manifesta.

Na linguagem religiosa podemos dizer que a situação sem solução é destinada a forçar a pessoa a confiar em um ato de Deus.

Na linguagem psicológica, a situação sem solução, criada engenhosamente pela anima na vida de um homem, é destinada a levá-lo a uma condição em que ele é capaz de experimentar o Eu.

Quando pensamos na anima como o guia da alma, estamos aptos a pensar em Beatriz levando Dante até o Paraíso, mas não devemos esquecer que ele experimentou isso só depois de ter passado pelo Inferno.

Normalmente, a anima não pega um homem pela mão e o leva até o Paraíso; ela o coloca, primeiro, em um caldeirão quente onde ele será bem cozido por um tempo” (Marie-Louise Von Franza).

Já imaginou o estrago de um ajudante fazendo as vezes da Alma?

Ou o canto da sereia de um buscador ludibriando sua iluminação?

1 de dez. de 2020

222) Constelação Familiar Online


Informações e agendamento - manika@manika.com.br


1)    O que é Constelação Familiar 

É uma abordagem filosófica de Ajuda à vida, criada pelo psicoterapeuta alemão Bert Hellinger na década de 1980. E desenvolvida junto à sua esposa Sophie Hellinger, a partir de 2003. 

Hellinger recebeu prêmios pela ajuda humanitária da aplicação da Constelação Familiar em terapias breves, na melhoria das relações humanas, no trabalho, empresas, na justiça, educação, negócios, mediações e saúde. Atualmente é reconhecida como uma Prática Integrativa de Saúde.

 

        2)  Como é o atendimento Online? 

           É conduzido pela sabedoria interior de quem busca ajuda, aliada à minha ajuda profissional. 

No encontro criamos imagens com âncoras, que suportam projeções inconscientes. Assim, trazemos à tona sensações e movimentos internos que nos conduzem, sem a nossa intenção, até a dinâmica oculta

da situação que constelamos e à sua solução. 

Dura em torno de 1 a 2 horas e precisamos estar assim: 

·        Desapegad@s de todas as expectativas.

·        Estar em um local, sozinho/a, sem ninguém vendo a sua Constelação Familiar.

·        Com uma boa conexão de internet. Hotéis não oferecem boas conexões. 

·        Se for possível, você deve estar em um aposento com um espaço de chão livre, de 2 metros X 2 metros, mais ou menos, para poder se locomover. O qual a câmera do celular ou do computador possa acessar.

·        Neste caso, tenha ao seu lado papéis em branco: em torno de 20 folhas do mesmo tamanho: podem ser do tamanho de ¼ de A4 em diante, como preferir.

·        E uma caneta. No dia eu explico com os usaremos.

·        Se não tiver esse espaço, ou preferir, podemos fazer o atendimento com as minhas âncoras: são bonecos de Constelação Familiar sobre uma plataforma sólida ou líquida.

·        As duas âncoras, papéis ou bonecos, são eficazes. A experiência é um pouco diferente, mas não a eficácia.

 Informações e agendamento - manika@manika.com.br

 

3)  Se agendarmos, preciso destas informações, por favor:

 

Cidade que Mora: 

Seu WhatsApp: 

Qual âncora você quer usar? 

As que tenho aqui comigo, ou os papéis e 1 caneta que estarão com você? 

Podemos fazer por WhatsApp ou Skype. Qual você prefere? 

Se escolher fazer por Skype, me dá seu endereço? 

 

4)    Quais temas podemos constelar no Atendimento Online

 

·       Sucesso

·       Trabalho

·       Vocação

·       Dinheiro

·       Dores

·       Relação de casal: o cônjuge deve estar junto.

·       Temas leves de saúde, desde que já esteja com acompanhamento médico.

·       Se for uma questão com seu parceiro/a, que diga respeito só a você, não precisa da presença dele. Por exemplo: ciúme sem causa aparente, insegurança sem causa aparente etc.

·       Relacionamentos com o pai, mãe, irmãos, filhos pequenos, amigos e colegas Sentimentos paralisantes como medo, autoestima muito baixa, ansiedade leve, que não precise de medicação etc.

·       Qualquer tema que você queira realmente mudar em sua vida, com um pequeno passo, porém essencial.

·       O que não constelar está no item 6. 

 

5)    Como encontrar o tema da sua Constelação Familiar? 

Sinta e pense um tema que realmente quer mudar ou precisa de ajuda em sua vida.  Transforme sua questão em uma frase, apenas, sem explicações. Na hora do seu atendimento, eu faço algumas perguntas que devem ser respondidas sucintamente. 

Por exemplo, se pergunte: “o que eu necessito de verdade” neste momento?  Deixe a resposta surgir ao longo dos dias. Seu inconsciente sabe a resposta e vai enviá-la. 

 

IMPORTANTE: Se puder, converse com familiares ainda vivos para saber da história dos teus ancestrais. Se precisar, pode nos ajudar.     

6)    O que NÃO podemos constelar no Atendimento Online?

O que exige outros cuidados ou outras posturas existenciais.

·       Não constele durante a gravidez.

·       Não constele o mesmo tema de outra Constelação Familiar já feita.

·       Se fez uma Constelação Familiar recentemente, aguarde 6 meses até abrir novo movimente.

·       A Constelação nos sintoniza com o nosso sucesso em todas as áreas da vida, favorecendo nossos projetos, mas não controla o universo.  Portanto, não existe Constelação Familiar para conseguir dinheiro, namoros ou vitórias em concursos.

·       Não constele uma semana antes e um mês depois de operações físicas ou espirituais, se já sabe que elas acontecerão.

·       Não constele se estiver tomando remédios de doenças psiquiátricas – deixa eles atuarem primeiro. A Constelação não funciona se este fato for omitido.

·       Não constele online doenças físicas graves.

·       Não constele por outras pessoas. 

·       Não constele online a Síndrome do Pânico. 

·       Não insista para outra pessoa constelar. A sabedoria interna de cada pessoa sabe se, o que e quando constelar.

·       Não constele por curiosidade ou para testar a Constelação. Não funciona.

·       Não constele para prevenir uma situação. Por exemplo, fazer uma constelação de casal, ou qualquer outro tema, para evitar problemas futuros. Constelação Familiar não é preventiva. O que não existe não tem força. Só há força quando a pessoa realmente quer mudar ou precisa aceitar algo que já existe.

 

8)      Agenda

O encontro dura em torno de 1 até 2 horas: 

Segundas, Terças, Quintas e Sextas começando às:

10:00 ou 14:00  

Informações e agendamento - manika@manika.com.br


9)    Como a Constelação Familiar atua: 

Bert Hellinger descobriu e demonstrou que há três consciências que atuam em nossa vida: a Consciência Pessoal, Coletiva e espiritual. 

Elas permeiam todas as relações humanas, dentro da alma familiar atual e ancestral. Dentro dos grupos e organizações. Por isso, interferem nas várias esferas da nossa vida, sem que a gente perceba. 

Na Consciência Pessoal há ainda dois estados: 

A consciência boa: com ela atuamos, inconscientemente, como a nossa família, ancestrais ou grupo atuaram. Por isso nos sentimos em paz se seguimos esse mesmo destino, mesmo que seja dolorido e, às vezes, difíceis, porque assim nos sentimos pertencendo ao nosso clã. 

A consciência má: com ela damos um pequeno passo, respeitosa e humildemente, para fora dos roteiros ocultos da consciência boa. Mas nos sentimos culpados – por isso o nome “consciência má” - porque começamos a atuar de uma maneira completamente nova. 

Nela, nos desvencilharmos de emaranhamentos, que já não servem mais ao nosso desenvolvimento e que estão por trás de alguns problemas. 

Para que o novo passo dado seja eficaz, deve ser feito com respeito, seguindo as ordens ocultas do amor (outra descoberta do Hellinger), que atuam na Consciência Coletiva. E devemos nos abrir para a esfera da Terceira Consciência, que une o que foi separado. 

 Por exemplo: a raiva reprimida de uma mãe ou avô ou bisavó ou trisavô, que sofreu muito no casamento, pode estar entre um filho, ou neto/a e seu atual parceiro/a. Ou até entre um bisneto e a vida dele, gerando brigas sem sentido na relação de casal. Ou até um sentimento de querer desaparecer sem nem saber o porquê. 

Quando esta raiva e a pessoa que a sentia, sem poder expressá-la, são vistos e incluídos, uma nova dinâmica pode acontecer. Aquilo que buscava um alívio por gerações, foi conduzido para o lugar certo, ao invés de estar sobre a pessoa que buscou a Constelação Familiar.     

Os outros atendimentos online que ofereço são: 

Histórias que Atuam: a constelação familiar do script transgeracional. No atendimento, descobrimos a trama oculta do seu Conto de Fada preferido que revela um enredo familiar que influencia você inconscientemente. E então abrimos a Constelação Familiar daquela temática. Se quiser mais Informações, só me perguntar.  

Astrofenomenologia® Online: soluções astrológicas por meio das compreensões da fenomenologia hellingueriana da Constelação Familiar. Se quiser mais informações, só me perguntar.  

Mônica Clemente (Manika)

Dra. Ciências da Saúde - Fiocruz

Constelação Familiar - Hellinger Schule / Brasil e Alemanha

 Informações e agendamento - manika@manika.com.br


225) O Amor, os Príncipes e as Princesas

       É... Tem algumas relações que pensamos que nos botam para baixo. Até nos tocarmos que não foi a pessoa que nos atirou na lona, mas nó...