24 de out. de 2022

490) Mentiras no Divã de um Psicanalista

 

Mentiras no Divã de um Psicanalista

Mônica Clemente (Manika)

 

Eu achava que as piores mentiras eram aquelas que contávamos para nós mesmos. Quando uma pessoa diz ao psicanalista: “ele tem problemas com o pai e por isso não consegue ser fiel, mesmo querendo.”

 

E o psicanalista a ajuda perguntando: “você quer namorar um mentiroso?” para fazê-la refletir se está se envolvendo com alguém “tão sincero” que conta todos os problemas com a esposa ao mesmo tempo em que as engana.

 

Eu achava que essa era a pior mentira de todas. Não a mentira do mentiroso, que se faz de sincero para continuar enganando, mas a mentira que contamos para nós mesmos para continuarmos a ser enganados. No entanto, existe uma mentira pior. Aquela com ares de proteção. 

 

Primeiro ela ataca, disfarçadamente, uma pessoa, fazendo com que ela pense que tem um inimigo, seja um pai, uma mãe, um amigo, um povo, um país, um profissional etc. Este inimigo, criado com mentiras que dão medo, tem todos os defeitos do mentiroso projetados nele. Então o criador da mentira diz: “

 

“Fique tranquilo! Eu tenho como proteger você.”

 

Nas alienações parentais, por exemplo, uma mãe ou pai fala mal, sem nenhuma razão, do outro genitor, fazendo as crianças entrarem em pânico. Assim, elas se afastam do genitor transformado em inimigo, buscando proteção naquele que criou o medo.

 

Nas relações abusivas acontece o mesmo. Um dos parceiros ataca a autoestima do outro com mentiras, até a sua vítima acreditar que só ele, o abusador, pode protegê-la do mundo cruel criado por ele.

A mesma armadilha aparece em organizações que funcionam como as milícias ou as máfias. Eles atacam para depois venderem proteção, fazendo suas vítimas acreditarem que existem inimigos dos quais eles são a salvação.

 

Como se livrar desta mentira que faz as pessoas buscarem proteção na mesma fonte que criou seus infortúnios?

 

Aprendendo a pensar. E como se ativa o pensar? Com perguntas do tipo: será que eu quero namorar um mentiroso?

 

Nunca com perguntas do tipo: “por que eu atraí isso?” Essa pergunta culpabiliza a vítima, enquanto a outra dá uma saída:

 

“Não, eu não quero namorar um mentiroso”. Ou “sim, eu assumo os riscos.”

 

Mônica Clemente (Manika)

@manika_constelandocomafonte

 

Quadro "Mulher Reclinada em um Divã" de Joseph-Désiré Court

 

#mentira #Alienaçãoparental #familienstellen  #psicanalise #autoestima #relacaoabusiva 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

586) O Anjo da Guarda em seu Mapa Astral

  O Anjo da Guarda em seu Mapa Astral Mônica Clemente (Manika)   Você sabia que existe um “anjo da guarda” em seu mapa astral? Uma for...