24 de jul de 2012

3) É Preciso Coragem para Felicidade Maior



I can see clearly now - Jimmy Cliff




O mestre de Tantra Yoga e filósofo indiano P.R.Sarkar (1921-1991) fez vários comentários em seu tratado filosófico, sobre o dharma (qualidade intrínseca) ou aquilo que faz o ente se realizar em sua totalidade. Por exemplo, o dharma do fogo é queimar como o da água é molhar. Tanto para o filósofo como para muitos yogues, o dharma do ser humano é a felicidade, o bem-aventurar-se (Sarkar e Andrews, 1998).

Se o fogo pudesse dizer “não vou queimar”, ele se extinguiria. Imagino que se ele também pudesse perguntar: “quanto eu devo pagar ou o que devo fazer para merecer queimar?” sofreria de certo tipo de arrogância. É preciso humildade para aceitar a dádiva de ser o que se é: de queimar, de molhar, de bem-aventurar-se.

Penso que estas considerações sobre o dharma têm algum parentesco de sangue com o que Hellinger - filósofo que levou as Constelações Familiares a outros patamares - comentou sobre a felicidade:

  “é preciso coragem para a felicidade maior. A grande conquista é segurar o fácil e claro e olhar adiante, deixando para trás todo o anterior. Toda tentativa de voltar atrás é uma fuga do peso da felicidade. Pois sim, que a felicidade é fácil! Aliás, precisa de uma grande coragem porque, no final, essa felicidade maior só pode ser conservada como um presente não merecido, para o qual não se pode e nem se deve pagar nada. Isso é humildade” (2007: 100).

Ele continua dizendo que quando esta grande felicidade se mostra, alguns podem dizer: “tenho ainda um problema que não está totalmente resolvido” e assim destrói a felicidade e volta para a infelicidade habitual. É preciso coragem para dizer, mesmo que se sinta culpado, SIM à felicidade. E aguentar.

3 comentários:

  1. Eu vejo o rosto da fotografia que postaste e lembro que até bem pouco eu pensaria "Ele fez algo que eu não fiz para poder estar assim feliz". Hoje já consigo pensar "ele e deixa tomar conta pela alegria da vida". E sinto isso junto por tabela. (obrigada por me mostrar muito desse caminho, Manika!)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tatiana querida! Obrigada pelo comentário e por me fazer ver algo mais também! Ele deixa a felicidade pegar ele, né? E olha que ela corre atrás da gente :) beijão! Obrigada, saudades de vc!

      Excluir