11 de jul. de 2022

461) A Mosca e o Sândalo: o que suga e o que gera energia

 

A MOSCA E O SÂNDALO

O que suga e o que gera energia

 

Não existe nada que sugue mais a nossa energia do que pensar mal de nós mesmos. E o pior, isso acontece sorrateiramente.

 

Possivelmente, algo não saiu como queríamos e, ao invés de mirar no que funcionou, começamos a nos julgar.

 

“Se eu fosse diferente, talvez tivesse sido melhor”

 

“Eu sou toda errada. Estrago minhas amizades!”, trabalho, relacionamentos, corpo, saúde etc..

 

Não aguentando mais o “mal olhado sobre si mesmo”, procuramos culpados.

 

Geralmente, os pais, parceiros amorosos ou de trabalho e até os filhos, recebem a conta do que pensamos ser fracassos.

 

Pode até ser que a convivência com pais muito críticos, ou que se criticavam, tenha nos ensinado esse comportamento. Ainda assim, podemos fazer diferente.

 

Reparando se estamos sem energia. Se não for por falta de alimentos e sono, observamos se temos nos criticado.

 

Depois, lembramos quando somos elogiados. Nossa energia aumenta? Se sim, que tal nos curtirmos também?!

 

No início do dia, agradecendo a vida e as novas oportunidades.

 

E no final da noite, agradecendo e escrevendo o que fizemos de maravilhoso:

 

“Hoje comi alface!” ao invés de se culpar pelo chocolate.

 

“Eu descubro a minha beleza”, ao invés de se comparar. 

 

“Estou viva! Ao invés de ficar chateada por acordar fora do horário que pretendia.

 

“Obrigada pelas roupas” ao invés de se chatear por ter que arrumá-las” 

 

“Tenho feito yoga” ao invés de “hoje não fiz nada”. 

 

“Escapei de um convite de briga”, “Tenho amigos maravilhosos”, “Dei um passo para realização de um sonho” etc.

 

Em pouco tempo as carícias positivas aumentarão nossa energia até  a realização do que antes estava soterrado pelas críticas.

 

É assim que descobrimos uma vocação, ao invés de pensar “eu não sei o que vim fazer nesta vida!”

 

E a gente sabe, vocação soterrada por autocrítica acaba virando uma entidade à parte, que consome a nossa energia. 

 

Como dizia P.R. Sarkar, existem 2 tipos de tendências mentais. A mosca e o sândalo.

 

A primeira critica, principalmente a si mesma, como uma mosca aumentando uma ferida.

 

A segunda é como o sândalo. Onde ele toca surge uma criança cheia de encanto.

 

Mônica Clemente (Manika)

@manika_constelandocomafonte


 

#vocacao #prsarkar #sandalo #autocritica #autoestima #energia #motivacao #criançainterior #criançalivre  #ericberne #CaríciasPositivas 



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

472) Papai, você se importa se eu sempre amar você?

  Ilustração Snezhana Soosh Papai, você me ama? Mônica Clemente (Manika)   Mesmo quando eu acordo chorando pela minha mãe antes do Sol...