27 de jun. de 2022

456) Olhos da Percepção - Fenomenologia Hellingeriana

 

Ilustração de Charlotte Edey

Olhos da Percepção  - Fenomenologia Hellingueriana

Mônica Clemente (Manika)

Por que deixamos as imagens falarem mais do que as palavras numa Constelação Familiar? 

 

Seus ouvidos escutam eu amo você, seus olhos veem a traição. 

 

Seus ouvidos escutam as piores coisas sobre o seu pai ou a sua mãe, seus olhos veem tudo que eles fizeram de bom pela família. 

 

Você xinga alguém que enxerga sua projeção. 

 

E assim a vida continua. Alguém escuta a derrota enquanto tudo é vitória. 

 

Alguém ouve promessas divinas, enquanto em sua frente só tem destruição. 

 

Os ouvidos não sabem decifrar símbolos nem mentiras. São espirituais e sociáveis demais para exercer estas funções. 

 

Os olhos são tímidos, piscam o dia inteirinho, mas conseguem ver, até com astigmatismo, o que as palavras tentam esconder. 

 

Aquele que diz o que viu sem mentir, sem ferir, sem se intrometer, sem projetar suas imagens interiores, une olhos e ouvidos e pode ser perseguido por aqueles que tentam moldar o mundo arbitrariamente com suas expectativas. 

 

Com suas ilusões.

 

Embora o mundo não ceda à arbitrariedade dos desejos, as guerras começaram assim. 

 

Por isso, Bert Hellinger diz para nos atermos ao que vemos numa constelação familiar…

 

…sem intenção, sem medo, sem teoria, sem amor, sem ficar anotando os seus passos que jamais se repetirão, até que surja uma percepção e dela uma compreensão. 

 

Toda elucubração antes disso, e explicação depois da compreensão vista, serve para iludir os ouvidos. 

 

Eles são caixas de som experts em mantras, alavancas espirituais para a imensidão, mas suscetíveis à enganação. 


 

#intuição

#Ilusão

#Fenomenologia 

#BertHellinger 

#charlotteedey

#familienstellen 

#constelacaofamiliar 

#Olhosdapercepção 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

472) Papai, você se importa se eu sempre amar você?

  Ilustração Snezhana Soosh Papai, você me ama? Mônica Clemente (Manika)   Mesmo quando eu acordo chorando pela minha mãe antes do Sol...