31 de mar. de 2022

436) A Mulher, o Google e a Constelação Familiar

 


A Mulher e a Constelação Familiar

Mônica Clemente (Manika)

 

Se a gente pesquisar “sinônimo de mulher” no Google vai encontrar: “esposa, cônjuge, consorte, patroa, dama (…)”, palavras equivalentes ao uso da palavra como: “Quero lhe apresentar minha mulher”

 

No inglês, por exemplo, woman (mulher) e wife (esposa) se referem ao inglês antigo wifman. A ideia de estar a serviço do homem, conjugando wif, para mulher, e man, em relação a ser humano, que permanece intacto para especificar o sujeito universal.

 

Então, o termo Mulher pode ser sinônimo de esposa, mas “faltam” os equivalentes que se referem a um SUJEITO capaz de ter subjetividade; um Indivíduo; uma pessoa que se sente feminina; uma humana. 

 

Quando pesquisamos “sinônimo de homem”, não vem o sinônimo, mas sim o significado:  “(…) pessoa, indivíduo, SUJEITO, ser, criatura, gente (…).

 

Aqui, os termos equivalentes se referem à própria ideia de sujeito e ser humano. Isto porque a palavra homem deriva do termo latim, “hominem”, que vem de “humus” - solo, barro ou terra, de onde “viemos”. 

 

Bem, as mulheres vieram da costela de Adão que foi feito de barro (humus) e não de uma mãe, segundo a Bíblia.

 

Ou seja, não há sinônimo para homem, e sim uma definição do que é sujeito e de onde podemos estudar a subjetividade da raça humana. E qual a disciplina que tem como objeto de estudo o sujeito e as subjetividades? A psicologia.


Aí, começaram a difamar a Constelação Familiar, dizendo que ela é machista porque define mulher como mãe. Mentira! 

 

“Estudamos” a mãe como uma das experiências SUBJETIVAs vividas por SUJEITOS do sexo feminino, na relação com os filhos. Uma das diversas formas da manifestação da subjetividade feminina. Mas entendem que fazemos uma redução da mulher ao papel de mãe.

 

Quem realmente reduz a mulher à esposa e mãe, além do google? Aqueles que escutam a palavra mãe e imediatamente a associam a única definição de mulher, projetando esta compreensão na Constelação Familiar.

 

Ora, historicamente, sujeito (logo, ter subjetividade), é que tem relação direta com a palavra HOMEM, e seus representantes, e não com a palavra mulher e suas representantes. Muito menos com a palavra mãe. Então, não foi a Constelação que criou o machismo estrutural, muito menos navega sobre ele em busca de suas compreensões.

 

Se tem uma abordagem que trata a mulher como sujeito em suas diversas subjetividades, inclusive no papel de mãe, devemos atacar esta abordagem?  


Quem sairá perdendo nesta briga? 

 

As mulheres, novamente. 

 

Mônica Clemente (Manika)

 

#Sinônimo #Mulher #Homem #familienstellen #constelaçãofamiliar 

 

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

449) Os Ensinamentos de Vaisakha Purnima

Lua Cheia da Bem-Aventurança   Mônica Clemente (Manika)   Você pode conversar diretamente com a Lua como um aprendiz. Ela vai ensinar ...