10 de nov. de 2021

380) As Cirandas de Cura e Amor entre as Células da Mãe, Pai e Bebê

 



As Cirandas de Cura e Amor entre as Células da Mãe, Pai e Bebê

Mônica Clemente (Manika)

 

 

Há uma incrível magia das células da mãe e do pai tecendo não só o bebê, mas a placenta onde ele vai se desenvolver.

 

E, como se sabe atualmente, há migrações que acontecem entre as células do bebê e da mãe na corrente sanguínea deles. Os pesquisadores chamaram este vai e vem fusional entre o corpo da gestante e do filho de “microquimerismo fetal-materno"

 

Eu prefiro chamar de "as primeiras cirandas de amor de uma vida", que continuam ressoando muitos anos depois da gravidez, deixando uma marca permanente nos tecidos, ossos, cérebro e pele das mães (Heart Print).

 

E no corpo de seus irmãos que vierem antes e depois.

 

Mesmo que a gravidez não se complete, as marcas de seus filhos não nascidos também rodopiam nelas. 

 

Mas não só no corpo, como vemos na Constelação Familiar. Marcas de um amor infinito na família inteira.

 

As pesquisas, inclusive, mostraram que se um órgão da mãe estiver ferido, as células fetais chegam até a lesão e se transformam em células especializadas para sanar a ferida (Heart Print).

 

Tanto é que algumas doenças desaparecem enquanto a mulher está grávida. Mas há casos contrários, que no entanto precisam de revisão (Barcellos e Andrade, 2004).

 

Ou seja, a mãe tece o bebê e é reparada por ele, numa rede bidirecional de proteção para que a próxima geração tenha a matriz presente e seus filhos mais fortes. 

 

Um dos sintomas desta ciranda é o desejo: o bebê quer algo que está em falta no corpo da mãe.


(A arte da astrologia já falava disso para o ascendente (casa 1) em Aquário.  Capricórnio na cúspide da casa 12 (última casa antes do ascendente) revela forte deficiência de alguns nutrientes no corpo da mãe durante a gestação.)

 

Então, imagina as trocas que fizeram?

 

E ainda fazem, até anos depois da gravidez.  Sim, os pesquisadores encontraram células do feto no cérebro de sua mãe anos depois do parto.  

 

Mas tem quem já sabe que uma célula, um embrião, uma vida, nossa mãe e pai são muito mais do sabemos deles. 

 

Como a intuição materna, correndo em nossas veias, desde os nossos avós…

 

Mônica Clemente (Manika)

 

IlustraçãoSlawek Gruca

 

#microquimerismo #mãe #feto #pai #irmãos #microquimerismofetalmaterno #CélulasDoBebêNoCorpoDaMãe #redebidirecional #cirandadeamor 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

393) O Triângulo Amoroso e o Despertar dos Amantes - Live

  O Triângulo Amoroso e o Despertar dos Amantes Live com Elisabeth Battista e Mônica Clemente   A maioria dos romances de cinema começ...