12 de out. de 2021

365) Crianças Felizes

 


Crianças Felizes

 

Minha querida criança,

 

Peço licença para chegar perto de você, sem assustá-la com nada, principalmente com minhas demandas de gente grande querendo curar o passado.

 

Se até uva passa, eu também posso seguir em frente.

 

Queria contar que eu descobri que flutuar na água de coco, da placenta da mamãe, era muito bom!

 

Aquela musiquinha que ela cantava, lembra? Tum Tum, Tum Tum, dava o ritmo para o nosso coração.

 

Fiz até coreografia nos primeiros anos de vida, em busca daquela canção.

 

Hoje ela me leva para outros corações.

 

As duas primeiras notas da melodia, um dia, se apresentaram como mamãe e as duas outras me aterrizaram no chão.

 

Chão, eu descobri, é um corredor que me leva ao papai. Minha mãe ama o papai dentro de mim, dizia a canção. 

 

O contrário eu já sabia. Porque ele vai correndo, nesse mesmo chão, mas diferente, até minha mãe e diz: eu amo você e a nossa filha. E amo você nela também.

 

Agora, adulta, eu descobri que negar a mamãe ou o papai me faria levitar como notas errante da partitura primordial. E, assim, eu perderia o meu caminho.

 

Foi assim que aprendi que copas de árvores flutuam porque têm raiz.

 

Falando nisso, outro dia tentei pentear os emaranhamentos que eu tinha com os ancestrais. Quase deixei os nossos laços lisos e soltos.

 

Chapinha terapêutica nunca mais! Afinal nem tudo que está embaralhado tem vocação pra novelo certinho.

 

Mas pra novela sim. Só precisa ser visto e deixado no lugar certo. Aquele canto confortável da aceitação untada de pertencimento. 

 

Feliz dia, minha querida criança! 

 

Feliz Dia das Crianças a todos vocês, que um dia estiveram, estão e estarão neste mundão!

 

Mônica Clemente (Manika)

 

#DiaDasCrianças #Amor #LaçosDeAmor #Emaranhamento #PaisEMães #Crianças

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

369) O Beijo e o Amor

  Esta linda frase é de um amigo do meu psicanalista Eugenio Davidovich. Eu a escutei no divã há mais de 12 anos. Por isso eu a atribuo ao E...