16 de ago. de 2021

339) Heather - O Floral de Bach que Coloriu o Vazio

 


Heather o Floral de Bach que Coloriu o Vazio

 

Quando um grande vazio se apossa do horizonte, Heather o povoa com as suas cores cintilantes. Não à toa, esta flor “contou” para o Edward Bach o que ela aprendeu sobre si mesma durante a solidão e os anos de escassez emocional.

 

E, assim, ela se tornou o Floral de Bach que nos ajuda a povoar de amor a nossa paisagem interior.

 

Alguns autores da Terapia Floral, então, nos ensinam que a personalidade, ou o estado mental relacionado ao Floral de Bach Heather, deve aprender a olhar e a escutar os outros para sair de sua imensa solidão. 

 

Deve reverter sua desmedida loquacidade, que fala de si mesma para ter certeza da sua existência, ou seu ensimesmamento exacerbado,  em receptividade. 

 

É verdade, o amor começa quando a gente toma a vida que veio da mãe e do pai, sem julgá-los, como disse Hellinger.

 

Mas a pessoa necessitada dos ensinamentos de Heather sobreviveu em um meio familiar onde não a olhavam e a respeitavam de fato, embora tenham lhe dado a vida, o que já é imenso.  Ou até olhavam, com expectativas do que ela deveria ser, mas não de quem ela era.

 

A pessoa neste estado emocional não aprendeu a se ver e a se valorizar. Não sabe receber carícias positivas, ou só sabe receber e pedir carícias negativas, ficando faminta física e emocionalmente.

 

E, sem alimento emocional, acaba se tornando voraz por comida e reconhecimento, como quem pergunta para o vazio: 

 

 - Eu existo? Eu existo?

 

Por isso, este floral também é indicado para  nos auxiliar a escolher o que realmente nos nutre, seja na horta ou no relacionamento.

 

Antes, porém, de se tornar receptiva ao seu rico mundo interior e aos outros, esta “personalidade” precisa (des) cobrir a si mesma, cantando, por exemplo, um mantra de amor:

 

O seu nome inteiro, como quem toma o bebê mais lindo do mundo em seu colo generoso. 

 

Esta pessoa precisa parar de dever para si mesma quem ela é, e parar de se abandonar, como fizeram com ela na mais tenra infância e adolescência. Foi assim que Heather aprendeu a colorir as montanhas com a sua presença, atraindo para si a companhia das abelhas.

 

Mônica Clemente (Manika)

 

#Heather

#Solidão

#Nutrição

#Fertilidade

#EdwardBach

#FloraisDeBach

#CaríciasPositivas

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

353) Centenário de Paulo Freire

  Centenário de Paulo Freire   Há cem anos, em 19/09/1921 nascia Paulo Freire em Recife. Agora em 2021 comemoramos o Centenário deste gra...