27 de jun. de 2021

308) Como lidamos com a família do cônjuge para o amor fluir?

 

Quando nos casamos, montamos uma nova família, diferente das nossas famílias originais.

Por isso, não impomos o modus operandi da 1ª família sobre a recém-formada família. Também não devemos trazer o cônjuge para dentro da nossa família, querendo que ele/a se adeque àquelas normas.

Por outro lado, como disse Hellinger em seu livro Amor à Segunda Vista:

“Quando alguém se casa, também casa com a família desta pessoa. Isto significa que deve respeitar e amar a família da/o parceira/o como se fosse sua. Este é um amor que pode dar certo.” (Bert Hellinger).

Se a família do cônjuge nos rejeita ou trata mal, no entanto, é uma pena para eles que não poderão receber o amor do genro ou da nora, não tendo oportunidade de experimentar a plenitude da vida que deram transbordando no novo casal.

Mas quando o genro ou a nora rejeita a família do companheiro/a, o amor ficará bloqueado com o tempo, embora possam ficar casados. Nesta hora, muita gente pensa: “mas eu tenho que aturar minha sogra ou sogro ou cunhados me tratando mal?!”

Não, não tem! É perfeitamente normal a gente se afastar e tentar se defender de quem nos afasta com suas intimidações.

Mas falar mal, alienar ou jogar a nossa família contra a sogra ou sogro e cunhados não é uma defesa. É um ataque que pode levar nossos filhos a futuros emaranhamentos.

E são, na maioria das vezes, projeções de questões mal resolvidas nossas que fazemos sobre as pessoas que nos atacam. Afinal, elas, com seus ataques (projeção de questões mal resolvidas delas sobre nós), nos convidam para ser espelhos.

Nesta hora, a gente deve lembrar que, na maioria das vezes, podemos agir de acordo com a nossa alma, inclusive nos afastando, ao invés de reagir brutalmente como quem nos chama para uma briga. E deixar com eles o que não é nosso, sem nos acharmos melhor do que eles por isso.

Mônica Clemente (Manika)

#Familienstellen #BertHellinger #SophieHellinger #Casamento #Amor
#RelaçãoDeCasal #AmorÀSegundaVista
#OrdensDoAmor #Família #Sogra #Sogro #Cunhados #Nora #Genro
#Emaranhamento

Nenhum comentário:

Postar um comentário

393) O Triângulo Amoroso e o Despertar dos Amantes - Live

  O Triângulo Amoroso e o Despertar dos Amantes Live com Elisabeth Battista e Mônica Clemente   A maioria dos romances de cinema começ...