4 de mar. de 2021

265) O Pequeno Tirano e a Impecabilidade do Guerreiro

 


Pintura de Frank Howell

O xamã Don Juan Matus, mestre de Carlos Castañeda, ensinava - na prática - que encontrar um Pequeno Tirano é uma grande sorte! Porque a opressão que ele/a exercerá em nossa vida treinará a impecabilidade do guerreiro. 

- Mas Como?!  

Perguntava Castañeda, atormentado.  

- Como pode ser bom para uma pessoa encontrar quem quer dominá-la, oprimi-la, escravizá-la ou até matá-la? Como você chama estes grandes perpetradores, que dizimaram a sua tribo e cultura, de pequenos tiranos? 

E Don Juan respondia algo como:  

- Um guerreiro precisa de toda a sua energia para seguir o caminho do conhecimento que o levará a novos mundos. Não há nada que gaste mais esta energia do que a auto-importância. E não há nada que acabe mais com a auto-importância do que um pequeno tirano.  

Segundo ele, as ações exasperantes destes bufões cruéis nos forçam a focar no que realmente importa.

 E o pequeno tirano ainda nos treinará a não reagir com RAIVA, mas com discernimento, a manter o CONTROLE no caos, a  ter DISCIPLINA em condições difíceis e a manter a PACIÊNCIA dos que mantém a esperança. Isto é a IMPECABILIDADE do guerreiro.  Por isso, 

 

"Comparado à Fonte de tudo, os homens mais assustadores e tirânicos são bufões; em consequência disso, foram classificados como pequenos tiranos, pinches tiranos." (Don Juan) 

Com 2 subclasses: 

1) Pequenos Tiraninhos: Aqueles que perseguem infligindo injúrias, mas sem causar morte a ninguém. 

2) Minúsculos Pequenos Tiraninhos: os exasperantes e aborrecidos ao extremo.  

E estes ainda são divididos em 4:  

a) os que atormentam com brutalidade e violência; 

b) os que criam uma ansiedade intolerável por meio da desonestidade; 

c) aqueles que oprimem pela tristeza; 

d) e os que fazem os guerreiros se enraivecerem.  

Assim, toda vez que um guerreiro perde a cabeça, o tirano fica mais influente:  

“Se eu consigo perturbar alguém tão interessante, tenho força. E outros acreditarão nisso e me seguirão.” 

É por isso que todo xamã teve outro xamã para ajudá-lo a realizar o infinito. 

E o Castañeda escreveu 12 romances sobre isso: 

 

1.    A Erva do Diabo (The Teachings of Don Juan: A Yaqui Way of Knowledge - 1968). 

2.    Uma Estranha Realidade (A Separate Reality: Further Conversations with Don Juan - 1971). 

3.    Viagem a Ixtlan (Journey to Ixtlan: The Lessons of Don Juan - 1972) Tese de PhD de Castaneda na UCLA em 1973 com o título: "Sorcery: A Description of the World". 

4.    Porta Para o Infinito (Tales of Power - 1975). 

5.    O Segundo Círculo do Poder (The Second Ring of Power - 1977). 

6.    O Presente da Águia (The Eagle's Gift - 1981). 

7.    O Fogo Interior (The Fire from Within - 1984). 

8.    O Poder do Silêncio (The Power of Silence: Further Lessons of Don Juan - 1987). 

9.    A Arte do Sonhar (The Art of Dreaming - 1993). 

10.                  Readers of Infinity: A Journal of Applied Hermeneutics - 1996 - Diários do trabalho de Castaneda com suas discípulas ainda não traduzido. 

11.                  Passes Mágicos (Magical Passes: The Practical Wisdom of the Shamans of Ancient Mexico - 1998). 

12.                  O Lado Ativo do Infinito (The Active Side of Infinity - 1999).

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

283) A Raiva e Suas Revelações

  Existe uma força bloqueada por trás de algumas dificuldades.   Na Constelação Familiar nós a encontramos em diferentes formas, em difere...