9 de jan. de 2021

241) Como Manter o Volante da nossa Vida em Nossas Mãos

 


Foto Colagem Eugenia Loli
 

Agora é hora de dar a mão a quem perdeu a rota, mas sem se afundar junto. No dia 6 para 7 de janeiro de 2021, Marte entrou no signo de Touro, plataforma na qual ele se sente impotente.

 

Como Marte odeia se sentir fraco e é impaciente, começa a se debater na “areia movediça” de suas escolhas equivocadas. E vocês sabem, para nos salvarmos da areia movediça precisamos ficar parados. E para ajudar quem está lá dentro ficamos do lado de fora.

 

Então, neste trânsito astrológico, aquelas pessoas que já estavam perdendo seu rumo tendem a criar mais problemas para si e suas relações.

 

Se a parceira ou parceiro da pessoa que começou a derrapar puder se manter mais centrado e firme, e cultivar a benevolência no coração, poderá ser o Farol da embarcação perdida.

 

Digo benevolência, porque é preciso aceitar com brandura que todos nós, em algum momento, nos perdemos e precisamos de alguém que nos sacuda do pesadelo. E firmes para poder deixar claro alguns limites que a pessoa desorientada não consegue ter.

 

Ou seja, se o nosso parceiro ou parceira começou um processo de perder tudo o que construiu, não é hora de julgá-lo, nem de brigar. Ou pior, ficar desorientado junto. Alguém tem que pilotar o avião na tempestade. É hora de ajudá-lo ou ajudá-la a não causar mais danos para ninguém. 

 

Às vezes é impossível lidar com o desgoverno da pessoa em rota de colisão. Então temos que aceitar a nossa impotência, como Marte em Touro, e soltar a mão.

 

De qualquer maneira, ainda não sabemos o que fazer! Por isso entregamos a situação para uma Inteligência Maior, pedindo proteção e solução. E, se for o caso, buscamos ajuda profissional, mantendo as rédeas das escolhas em nossas mãos.

 

Falando de outra maneira: não decidimos mais nada levando em consideração o destrambelhamento da outra pessoa. Somos nós o governo do destino que queremos, mesmo que seja um passo de cada vez.  

 

 

#Astrofenomenologia #Astrologia #Marte #Touro #RelaçãoDeCasal 

#TrânsitosAstrológicos 

 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

246) Mitologia e Constelação Familiar em Orestes

  Oreste et les Furies - Jacques Francois Ferdinand Lairess             Vou falar de uma temática que amo, a interface entre a mitologia e a...