27 de dez. de 2020

235) 3 Gerações de Deuses no Céu de 2021

 


Se quiser informações de atendimento astrológico comigo, me escreve para o manikastrologia@gmail.com


Conjunção de Saturno e Júpiter em Aquário

 

Em 21/12/2020, 3 gerações se encontraram no Céu: Júpiter, o Arquiteto, e seu Pai Saturno, guardião do tempo, entraram em zero graus de Aquário, signo regido por Urano que é pai de Saturno e avô de Júpiter. 

A última vez que os vimos assim foi em 1226, mas não tão perto como desta vez. 

Como cada um destronou o outro, é tempo de mudanças na ordem mundial, com alguma resistência. 

Use isso, a criatividade e os obstáculos a seu favor. Como dizia Hellinger, obstáculos treinam paciência e criatividade, testam nossa força, nos fazem buscar aliados e harmonizam nossas ações com outras pessoas. 

Como Aquário é inovação e Visão de Futuro, mas muitas vezes cheio de rigidez, o que está atrasado virá à tona sem pedir licença (obstáculo desfeito). 

E o que ainda precisa de tempo para ser eficiente não vai aparecer porque precisamos urgentemente. (Obstáculos treinam a gente). 

Por isso devemos parar de ter ideias autoritárias sobre o que não sabemos, para entrarmos em sintonia com a Fonte da vida e os alicerces do mundo que criaremos. 

É talvez o exercício cósmico mais perto daquela oração da Serenidade, que o Teólogo Reinhold Niebuhr diz ser da sua autoria (e eu acredito), mas que ficou conhecida como oração de São Francisco (que faleceu em 1226):

 

“Concedei-nos Senhor, a serenidade necessária, para aceitar as coisas que não podemos modificar, coragem para modificar aquelas que podemos e sabedoria para distinguirmos umas das outras.

 

É também um momento de desenvolver o “politeísmo”, não no sentido religioso, mas no sentindo da importância da diversidade para o nosso desenvolvimento.

  

Não se pode entender Afrodite sem Marte, Hefesto, Psique, Eros e outros deuses e mortais com quem ela teve alguma relação. Assim como não podemos nos conhecer sem estarmos em contato com o mundo.

 

Conviver, então, com respeito além das bolhas, não só das redes sociais, mas dos nossos preconceitos, nos permite acesso às nossas diversas facetas. Autoconhecimento é relação, antes de tudo.

 

E assim continuaremos a nos individuar num mundo que precisa ser mais cooperativo. Lembrando que tecemos e somos tecidos pelos fios das redes que pertencemos, o universo inteiro. 

 

Até aprendermos a conviver na diversidade (Aquário), sem perder a individuação (Leão oposto Aquário), tomando consciência do planeta inteligente que vivemos (Urano em Touro) que não pode mais dar tanto (Júpiter) nem deixar de cobrar o seu preço (Saturno).

 

#Astrologia #Manika #TrânsitosAstrológicos #Astrofenomenologia

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

244) A Águia e a Galinha

  Era uma vez...   ...uma pequena ave que caiu do ninho (conexão com sua origem e cultura).  Com a queda, ela fica cega (não sabe mais que...