10 de nov. de 2020

209) Que Significa Alguém Realmente Enxerga Você?


Quem enxerga realmente você? Quem você deixa lhe ver? Você enxerga as pessoas? 


Em 2006 o filósofo André Gorz lança seu livro mais famoso, uma declaração de amor para sua Dorine. 

 

Ele começa assim:

 

“Você está para fazer 82 anos. Encolheu seis centímetros, não pesa mais do que 45 quilos e continua bela, graciosa e desejável. Já faz 58 anos que vivemos juntos, e eu amo você mais do que nunca.” 

 

 

Dorine, há alguns anos, sofria de uma doença incurável e, assim mesmo, seu corpo era o lar do escritor.

 

Durante a leitura de “Carta a D.”, acompanhamos suas histórias de companheirismo, amor e militância. Descobrimos que André queria revelar para o mundo a importância da amada para sua vida e obra. E deixar a luz da sua mulher também nos ascender.

 

Ele a enxergava, afinal, mesmo que na juventude não a tivesse visto com todas as nuances de agora.  E aí temos um continente da existência: Não existe relacionamento feliz sem ver o outro. Sem ser visto.

 

Não estou falando de aceitação, mas de estar lindíssima e o cara ficar imaginando se você será uma boa dona de casa. Do homem estar por inteiro e a mulher ficar pensando nas posses dele.

 

Mesmo que o olhar não dê conta da nossa infinitude, o reconhecimento de quem somos é vital para a própria existência. Gorz e Dorine explicam o porquê lá no final desse texto.

 

E essa mesma necessidade de ser vista é o que a madrasta da Branca de Neve realmente pergunta para o espelho, se o marido ainda a enxerga.

 

Ela, de fato, não tinha sido eclipsada pela beleza de uma jovem. Ela estava se sentindo desprezada pelo companheiro, que projeta em sua filha a incapacidade de enxergar a esposa.

 

Ao menos é uma das dinâmicas que surgem quando constelamos esse conto de fada, se ele for o preferido de alguém.

 

Foi por isso que #Gorz e #Dorine tomaram uma decisão radical. Em 2007, um ano depois do lançamento da #CartaaD, eles são encontrados com um bilhete junto aos seus corpos. Incapazes de viverem um sem o outro, André e Dorine decidiram tirar a própria vida, renunciando viver sozinhos.

 

Ver o outro é mais do que enxergar. É o próprio companheirismo. 

 

#AndreGorz #DorineGorz

#CartaAD #EuVejoVocê #Companherismo 

 

Andre e Dorine estão dançando na foto da esquerda. 

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

212)As Três Consciências descobertas por Bert Hellinger na Constelação Familiar

  A fenomenologia é uma filosofia nascida com a seguinte pergunta: o que é Consciência?    Para alguns, a consciência é o que conhecemos...