9 de set. de 2020

178) Um Passo Depois do Trauma



Esta corrida para a mãe é um movimento perdido quando há um trauma


O que é um trauma? Como se resolve?

 

Bert Hellinger, criador da Constelação Familiar, observou que um trauma é um movimento interrompido. Por exemplo, se no nascimento ou infância somos afastados da mãe ou do pai por motivos de doença, viagem, ou qualquer outra situação por mais tempo do que podemos suportar, instintivamente retraímos o movimento até eles para não enlouquecermos de dor. Não é uma decisão consciente, é um mecanismo de defesa para nossa sobrevivência. Neste hiato há pânico, terror, raiva, impotência e rejeição. Congelamos aí. 

 

Crescemos sem lembrar do trauma, mas o reeditamos com mil explicações dos porquês não gostamos do pai ou da mãe. Ou porque a relação com eles é quase impossível. Chegamos mesmo a ser cruéis sem nem perceber. Há quem diga: “minha mãe foi terrível! Trabalhava o dia todo pra gente comer.” 

 

- Ela foi terrível porque trabalhava para vocês comerem?

 

- Ah... De qualquer maneira, não gosto dela.

 

Há outros sintomas também, como aquelas pessoas que não conseguem mais sentir nada, ou sempre entram em relações impossíveis, ou não agarram as oportunidades porque seus braços desistiram de tomar a vida da mãe ou do pai. 

 

Ficamos rodando em volta de uma mesma questão, espirais daquele primeiro trauma ou movimento interrompido sem solução. 

 

Se você ficou em incubadora, ou sua mãe ou pai ficaram doentes ou afastados por mais de três dias sem manterem contato na sua infância; se perdeu um dos teus pais multo cedo, pode haver um trauma inconsciente rodando por baixo de muitos “fracassos”, desespero, vícios, rejeição e depressão.

 

Consegue parar de culpá-los e à vida pelo que aconteceu? Consegue ultrapassar cada monstro do medo, raiva, terror e luto daquele hiato de dor? Tá pronto/a para dar o primeiro passo e resolver esta interrupção?    

 

Mas como? O chão perdido de outrora agora está disponível. Não vai mais cair. Então já pode seguir em frente...

 

"Recuperando o movimento que foi interrompido, o movimento que não foi possível." Bert Hellinger. 

 

#trauma #movimentointerrompido #BertHellinger #Familienstellen #ConstelaçãoFamiliar #Manika

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

221) A Medusa com a Cabeça do Perseu

  Medusa com a Cabeça de Perseu - Luciano Garbati No século VI a.C. Ésquilo escreveu a trilogia Oréstia, uma reflexão sobre a justa justiça ...