23 de ago. de 2020

171) Marte e Saturno no Céu

 

Em 1935 nas Praias do Brasil

O Céu de agosto de 2020 está convidando mulheres e homens para uma linda reforma. Seus anfitriões serão Saturno em Capricórnio, signo que ele rege, quadrando a iniciativa de Marte em Áries, signo que Marte rege. 

Tanto estes aspectos em trânsito influenciando a todos, como toda mulher e homem com Marte em aspecto Saturno no mapa natal, sentirão o aprendizado.

A mulher que tem o Marte em aspecto com Saturno no mapa, sendo eles os regentes (ou no) Ascendente, Descendente, ou tocando a Vênus ou regentes do Sol, Lua, Vênus, Ascendente ou Descendente, tem que entrar em acordo com o sentimento de inferioridade do seu pai e parar de se vingar dele nos homens que busca. 

Até que faça isso, escolherá quem a humilhe ou controle, como o pai possivelmente a humilhou ou controlou, ou à esposa, por se sentir inferior. E, portanto, buscará um tipo de companheiro que lhe dará chances de vingança. 

Chegará um momento em que congelará, preferindo relações sexuais que não envolvam o coração. Embora busque o amor. 

Marte é o arquétipo da ação, iniciativa, força, assertividade e sexualidade. Com Saturno, que ensina limites e adapta tudo aos mandatos familiares inconscientes, faz com que a iniciativa marciana fique bloqueada no homem e na mulher. Saturno, por outro lado, tem tanto medo, que aumentará o seu controle fingindo ou realmente pensando que está no comando.

O Homem com este aspecto se sente menos homem e compensa ficando violento, machão, negando seus medos e sensibilidade. Inveja as ações da mulher, incluindo a capacidade de gerar filhos, porque acha que sua masculinidade não está à altura. Então, possivelmente, a abandona grávida, ou diz que mulher é burra, ou vadia, ou disputa a maternidade com a mãe. Todo este repertório de humilhação enquanto não perceber que sua masculinidade é OK. 

A Mulher com este aspecto busca um homem que a faça se sentir uma droga como mulher para ele se sentir mais homem. Em palavras difíceis: ela procura homens com inveja do feminino, que se sentem medíocres. 

O medíocre não se libertou da média, ou do inconsciente coletivo que exige dele/a coisas que não o diferencie. Logo, não se sente suficientemente único para nada. 

O Céu de agosto de 2020 está dizendo que é hora de as mulheres valorizarem seu feminino e não deixar a inveja sobre ele diminui-la. Não podem mais se anular para seus pais e companheiro se sentirem bem.

E o Céu diz os homens valorizarem seu masculino indo para a esfera do pai até poderem valorizar as mulheres sem se sentirem diminuídos. O livro João de Ferro, do Robert Bly, e o filme Capitão Fantástico falam sobre isso.

É um belo convite do Céu, este de libertar homens e mulheres de seus medos!

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

180) Os Estágios da Anima e do Animus

  Reconhecemos um navio porque ele já estava na gente como modelo. Da mesma maneira, um homem enxerga uma mulher, e vice-versa, com modelo...