25 de mar. de 2020

125) Alguém Precisa de Você?

Nunca é tarde para ser indispensável a alguém ou a algo. Todo mundo tem valor!



A hipótese aqui é de que quando somos adultos precisamos ser precisados e, claro, uma dose de #carência para manter as #trocas nas relações. Ter algo para dar, como um sorriso que faz o outro ver as estrelas. E um encaixe (uma falta intrínseca) que faça a presença do outro inestimável! Ser #inteiro é também ter espaços.

É moda dizer “não preciso de homem! ”. Por outro lado, os #homens não foram educados culturalmente a #precisar essencialmente de uma mulher, embora precisem. Já para as mulheres disseram que a felicidade e a sobrevivência só estavam no casamento. Em meados do século passado estes mandatos começaram a ser questionados. No final, depois do divórcio, muitas mulheres não queriam mais casar e muitos homens não ficavam sozinhos. Óbvio! Havia outras #mulheres que não casaram e ainda não tinham experimentado o não reconhecimento de “ser” “precisadas essencialmente”. Isso melhora quando todos os lados reconhecem que precisamos intrinsecamente um do outro.

Independente do sexo, cada um traz algo único que o torna valioso. Então, quando alguém precisa da gente nos sentimos valiosos. E vice-versa. Tanto é que pesquisas mostram que as relações que mais dão certo têm amor, respeito e um precisando do outro. Este “precisar” tem uma característica: a pessoa que precisa te enxerga, aceita e reconhece o que você tem para dar. Se você namorou alguém que parecia ou realmente não precisava de você, ou você, tentou dar o que não tinha, ou exigiu o que não havia, sabe o que estou dizendo.

Não estamos falando daquele precisar que morre sem a presença da pessoa amada. Este tipo de precisar é da criança com seus pais, para sobreviver. É o mesmo precisar que algumas mães, pais e parceiros #possessivos manipulam dando demais ou de menos a ponto do filho/a adulto ou amante não reconhecer mais o que precisa de fato. Por outro lado, não reconhecer e agradecer os pais nos faz procurá-los eternamente no mundo sem nada nos preencher.

Então, o precisar numa relação de casal é intrinsecamente #humano, mas não infantil. Mesmo nos defendendo ferozmente desta necessidade que foi e é muito explorada, ela é um dos elos mais fortes nas #relações, além do #amor.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

180) Os Estágios da Anima e do Animus

  Reconhecemos um navio porque ele já estava na gente como modelo. Da mesma maneira, um homem enxerga uma mulher, e vice-versa, com modelo...