10 de fev. de 2020

113) Sobre os mandatos da mãe e do pai no mito de Apolo e Dafne


      Sobre os mandatos da mãe e do pai no mito de Apolo e Dafne


      Apolo zombou de Eros! O Deus do amor entãoe lançou um flecha nele para se apaixonar por Dafne, que recebeu outra flechada para rejeitar o irmão gêmeo de Ártemis (Apolo). O deus correu atrás dela por todos os bosques, até que a ninfa não aguentando mais os cortejos, implorou para que seu pai (e em outras versões para sua mãe) a transformasse em um Loureiro. 

         Talvez este seja o mito preferido de alguém. O que revela? 

      Um roteiro oculto operando por baixo de todas as ações daquela pessoa. Ela quer encontrar um companheiro, mas está emaranhada com o pai ou a mãe. Se for possível constelar esta situação, talvez a gente descubra a dinâmica oculta ou o vinculo de destino, ou a desordem sistêmica que fomenta o script (roteiro) que a impede de se vincular a um companheiro e, quem sabe, achamos a solução. 

        Durante o seminário Histórias que Atuam: do conto de fada preferido à Constelação Familiar constela-se uma questão pessoal que é revelada no conto preferido na infância, até os 5 anos,  e o filme ou livro preferido dos últimos 2 anos. Às vezes demora mais de 6 horas pra gente se lembrar do conto da infância mais significativo pra gente, por isso já devemos ir pensando quais são. Estes seminários acontecem no Rio de Janeiro, Porto Alegre e São Paulo.

#históriasqueatuam #constelaçaofamiliar #scriptdevida #berthellinger #manika

Nenhum comentário:

Postar um comentário

180) Os Estágios da Anima e do Animus

  Reconhecemos um navio porque ele já estava na gente como modelo. Da mesma maneira, um homem enxerga uma mulher, e vice-versa, com modelo...