27 de dez. de 2020

237) Sapos, Príncipes e Princesas: As Carícias São Essenciais

 


 

Lembrem-se, o sapo ganhou um beijo e virou um príncipe. Se tivesse levado um tapa tinha virado um monstro, como aquele, de boca faminta, que come a nossa luz desde lá de dentro.

Beijar o sapo é uma das mais fortes magias, porque se trata de carícias positivas e incondicionais, a seiva das relações felizes, que damos e recebemos, nos transformando em príncipes e princesas.

Se você se prometeu algo, como “vou emagrecer”, “vou escrever um livro”, “vou fazer tal projeto” e não cumpre a promessa, o que faz?

Fala para você mesmo: “irresponsável”, “não leva nada adiante”, “que fracassado/a?” etc.

Ou você beija o sapo, se dizendo: “Só hoje, vamos lá?!”, “Que ideia ótima. Escreve uma linha pra mim?!.”, “Foco, meu amor! Vamos nos dedicar uma hora em nosso projeto hoje. Amanhã a gente decide de novo.” Etc.

E que beijos transformadores têm dado nas pessoas que ama? Sabe do que elas precisam mesmo? Como descobriu: perguntando ou adivinhando em infinitas tentativas e erros? Elas sabiam dizer o que era essencial para elas? 

Você sabe o que é essencial para se sentir bem em sua própria pele (virar um príncipe ou princesa)?  

O que você pode se dizer hoje, só no dia de hoje, para ter um encontro amoroso com a sua Luz? 

Quer saber mais sobre as carícias essenciais? Indico a leitura deliciosa do livro “A Carícia Essencial” do Roberto Shinyashiki.  Foi indicado pela minha professora de Análise Transacional, a Regina Silva @at.praxis.

 


#EricBerne #CaríciasPositivas #AnáliseTransacional #CaríciaEssencial #RobertoShinyashiki #FomeDeCarícias #Depressão #AT101 #AT202

 

236) O que é Devoção?



A devoção no Yoga vê além das aparências, porque não atua como crença, mas como uma guiança interna.

Sarkar dizia, então, que o Yoga da devoção (Bhakti Yoga) faz com que o Luar refletido no orvalho acorde, um dia, e se descubra como a Lua no Céu.

Rumi, poeta do século XIII, já compunha seus poemas com esta experiência da devoção: Um amor tão grande por algo maior do que o infinito, que enlaça o Supremo pela cintura até que o amante e o amado se vejam como Um.

E os poetas contemporâneos Tagore, da Índia, e Kahn, da França, fizeram o mesmo no século XIX:

“Eu chorei com tanto amor que transpassei o coração dos homens.

E quando o meu olhar tocou as rochas, as rochas se projetaram como vulcões.

O mundo todo afundou no dilúvio apenas com meu pranto;

Com meu soluço profundo, a terra tremeu e quando em voz alta eu chamei o nome do meu amado,

Curvei bem a cabeça em humildade e, ajoelhado, supliquei pelo amor:

- ‘Eu te suplico, oh amor, revela-me o teu segredo’

Ela me tomou gentilmente pelos braços e me levantou acima da terra, e falou suavemente em meu ouvido,

“Meu querido, tu mesmo és o amor, és o amante, tu mesmo és o bem-amado a quem adoras”

Gustave Khan


—-/-/—-

“I mourned lovingly and pierced the hearts of men.

And when my gaze fell on the rocks, the rocks jutted out like volcanoes.

The whole world sank in the flood caused by my only weeping;
With my deep sob, the earth shook and when in
loudly I called out the name of my beloved,
the throne of God.

I bowed my head well in humility and knelt and pleaded for love:
- 'I beg you, Ò love, reveal your secret to me'

She took me gently by the arms and lifted me above the earth, and spoke softly in my ear,

“My dear, you are love yourself, you are the lover, you yourself are the beloved whom you adore”

#Rumi
#Tagore
#GustaveKhan
#PRSarkar
#BhaktiYoga
#Yoga
#Devoção

235) 3 Gerações de Deuses no Céu de 2021

 


Se quiser informações de atendimento astrológico comigo, me escreve para o manikastrologia@gmail.com


Conjunção de Saturno e Júpiter em Aquário

 

Em 21/12/2020, 3 gerações se encontraram no Céu: Júpiter, o Arquiteto, e seu Pai Saturno, guardião do tempo, entraram em zero graus de Aquário, signo regido por Urano que é pai de Saturno e avô de Júpiter. 

A última vez que os vimos assim foi em 1226, mas não tão perto como desta vez. 

Como cada um destronou o outro, é tempo de mudanças na ordem mundial, com alguma resistência. 

Use isso, a criatividade e os obstáculos a seu favor. Como dizia Hellinger, obstáculos treinam paciência e criatividade, testam nossa força, nos fazem buscar aliados e harmonizam nossas ações com outras pessoas. 

Como Aquário é inovação e Visão de Futuro, mas muitas vezes cheio de rigidez, o que está atrasado virá à tona sem pedir licença (obstáculo desfeito). 

E o que ainda precisa de tempo para ser eficiente não vai aparecer porque precisamos urgentemente. (Obstáculos treinam a gente). 

Por isso devemos parar de ter ideias autoritárias sobre o que não sabemos, para entrarmos em sintonia com a Fonte da vida e os alicerces do mundo que criaremos. 

É talvez o exercício cósmico mais perto daquela oração da Serenidade, que o Teólogo Reinhold Niebuhr diz ser da sua autoria (e eu acredito), mas que ficou conhecida como oração de São Francisco (que faleceu em 1226):

 

“Concedei-nos Senhor, a serenidade necessária, para aceitar as coisas que não podemos modificar, coragem para modificar aquelas que podemos e sabedoria para distinguirmos umas das outras.

 

É também um momento de desenvolver o “politeísmo”, não no sentido religioso, mas no sentindo da importância da diversidade para o nosso desenvolvimento.

  

Não se pode entender Afrodite sem Marte, Hefesto, Psique, Eros e outros deuses e mortais com quem ela teve alguma relação. Assim como não podemos nos conhecer sem estarmos em contato com o mundo.

 

Conviver, então, com respeito além das bolhas, não só das redes sociais, mas dos nossos preconceitos, nos permite acesso às nossas diversas facetas. Autoconhecimento é relação, antes de tudo.

 

E assim continuaremos a nos individuar num mundo que precisa ser mais cooperativo. Lembrando que tecemos e somos tecidos pelos fios das redes que pertencemos, o universo inteiro. 

 

Até aprendermos a conviver na diversidade (Aquário), sem perder a individuação (Leão oposto Aquário), tomando consciência do planeta inteligente que vivemos (Urano em Touro) que não pode mais dar tanto (Júpiter) nem deixar de cobrar o seu preço (Saturno).

 

#Astrologia #Manika #TrânsitosAstrológicos #Astrofenomenologia

 

24 de dez. de 2020

234) Um Presente para Você

 


Se Você chegou aqui,

Quero oferecer um singelo presente.

A próxima vez que se olhar no espelho, vá até a sua criança livre por meio do brilho dos seus olhos. Ela é aquela que sabe o que você quer.

Mas vá como um adulto. Escute o que ela diz. 

Como adulto se pergunte como realizar o pedido. 

Não dê resposta. Elas surgirão ao longo do ano.

E, se sentir que sim, diga para sua criança: 

Você tem permissão para ser quem é, conte comigo.

 

Meu abraço e gratidão a tod@s vocês!

 

E minhas reverências aos que foram muito exigidos neste ano:

Às mães e crianças, criando formas de aprendizagem em casa (eu sei que foi muito difícil, mas vocês conseguiram). 

Aos profissionais da saúde, desde os profissionais da limpeza até os plantonistas da UTI. Quanta doação! 

Aos cientistas e suas conquistas. 

Aos professores e idosos, portais da sabedoria do mundo.

 

Que lição e presentes vocês têm nos dados! 

Muito obrigada!

 

19 de dez. de 2020

233) O Convite da Jornada do Herói

 


Texto Publicado no nosso outro blog Cinema e Constelação Familiar está com os links dos filmes e uma pequena entrevista com o Joseph Campbell

A Jornada do Herói acontece quando a vida nos convida para sair do mundo conhecido para outro mundo, onde podemos nos desenvolver de verdade.

Geralmente não é uma escolha, mas um empurrão. Por exemplo: alguém se prepara para uma carreira e, de repente, engravida, ou não passa no vestibular, ou precisa aceitar outro trabalho por questões de sobrevivência etc..

Ou a pessoa tem problemas com seus pais (Como no filme “A Partida”), no casamento (como em “Thelma e Louise” ou “Sob o Sol da Toscana”), ou com seus filhos (“A Chegada”), e algo a leva para uma nova vida, não desejada, mas que a transforma em Si Mesma.

Esta pessoa terá que adiar ou esquecer o mundo desejado para dar conta da nova realidade, como aconteceu com Luke Skywalker, no Guerra nas Estrelas número 4 (que na verdade é o primeiro filme da série lançado em 1977). 

Ele trabalhava num depósito de robôs velhos quando encontrou o simpático robozinho R2-D2 com a mensagem holográfica da Princesa Léa pedindo socorro. Ele foi ajudá-la e acabou virando um Jedi, guardião da paz, da justiça e do lado Luz da Força.

Então, depois de 12 estágios de transformação, como descobriu o mitólogo Joseph Campbell, o herói retorna ao mesmo ponto, mas agora capaz de realizar seus sonhos a partir de quem é de verdade.

Alguns recusarão o chamado. Outros não poderão recusar. Há os que vão reclamar por anos, sem ver nem agradecer o que estão conquistando. 

E têm os que vão honrar e agradecer a virada que a vida deu, porque sem ela não teriam chegado mais perto de quem são, nem desenvolvido sua força Jedi. 

Como Campbell dizia sobre a Jornada do Herói recorrente nos mitos clássicos: 

"O chamado à aventura significa que o destino convocou o herói e  transferiu o seu centro espiritual de gravidade do âmbito da sociedade para uma região desconhecida.  

Essa região profética de tesouros e perigos pode ser representada de várias formas: como terra distante, uma floresta, um reino subterrâneo, um local situado sob as ondas do mar ou acima do céu, uma ilha secreta, um imponente pico de montanha, ou um profundo estado onírico.  

Mas é sempre um local habitado por seres estranhamente fluidos e polimorfos, de tormentos inimagináveis, de feitos sobre-humanos e de prazeres impossíveis." 

#JosephCampbell #JornadaDoHerói #LukeSkyWalker #StarWars 

 

232) O Outro Nome de Psique

 


Em algum momento você vai sentir a doçura da sua alma.

 

Então vai ficar como Eros, ao ver a Psique pela primeira vez: “como é bela!”

 

Esse mito toca fundo porque fala da tomada de consciência do nosso amor pelo o que realmente nos anima: 

 

A beleza, o outro nome da Alma.


 

#Psique #Eros #Beleza #Alma #Ânima #VocéÉBela

 

231) Como Você Reage à sua Criança Livre

 

Foto do Clark Little

@ClarkLittle


“Peguei minha bicicleta e fui andar no arco-íris!”

 

Todos têm uma Criança Livre dentro de si. Quando ela aparece em você e nos outros, como você a trata?

 

Sorri?

Crítica?

Não ouve?

Protege?

Unfollow? (Pensei que esta pessoa só tratasse de política, mas falou de batom. Não sigo mais ela).

Se esconde?

Escuta?

 

 

A Criança Livre é aquele órgão psíquico que faz brilhar os olhos quando estamos no nosso caminho. 

 

É o mesmo brilho que recobramos quando atingimos o decisivo numa Constelação Familiar, numa esquina da vida, numa fotografia...

 

#EricBerne #CriançaLivre #Familienstellen 

 

 

16 de dez. de 2020

230) O Caminho Fenomenológico e Científico do Conhecimento

 



Você pode engarrafar a sua essência e perfumar o mundo. Ou dissecar a sua fragrância com análises exaustivas. Em todos os casos, não conseguirá nadar com ela sem voltar a ser inteira.

 

O todo e as partes do todo têm menos problemas entre si do que as nossas maneiras de abordá-los.  Esta é a diferença entre dois caminhos válidos de conhecimento: o científico e o fenomenológico.

 

O primeiro quer possuir seu objeto e colocá-lo à sua disposição num tubo de ensaio. Graças a este caminho, evoluímos e a vida se enriquece.

 

O outro caminho renúncia às intenções e ao que já sabe. Não fica no palpável, porque se direciona para o todo. Suporta a plenitude até uma ordem subjacente à variedade se anunciar. Quando isso acontece, algo atua, sem que se atue.

 

Os dois movimentos de conhecer a vida e o mundo podem se complementar. Mas quando tentamos sobrepor um ao outro, dizendo que só a ciência pode validar a Constelação, ou que uma Constelação resolve até o que a ciência é incapaz de abarcar, perdemos a permissão dada por cada um deles.

 

A permissão é o que nos liberta das proibições, e é a antítese da obsessão por explicação, quando reduzimos o caminho fenomenológico ao científico. E é a antítese do vazio displicente, se reduzimos o caminho científico ao fenomenológico. 

 

A Constelação Familiar segue o caminho fenomenológico do conhecimento, quando somos acessados por algo que atua e une a aparente variedade dos nossos problemas em uma solução simples, mas essencial.

Se queremos decifrar os pormenores de uma Constelação Familiar, depois dela ter atuado, pode ser duas coisas: ou ela não atingiu o “ponto” (e raramente é isso), ou a gente que não

 

Algumas pessoas dizem, “isto não ressoou em mim”, mas o “mim” quer muita coisa antes de se deixar tocar pelo o que atua. É preciso esperar.

 

Como disse Bert Hellinger, “não é o muito que sacia e sim o essencial”.

 

 

—————

Mas Mônica, um sereia para ilustrar os dois caminhos de conhecimento?

 

Os símbolos, até os fantásticos, são partes do todo. Somos nós que, às vezes, não suportamos a plenitude do todo na variedade de suas partes. 

 

#ConstelaçãoFamiliar 

#Familienstellen #caminhofenomenológico

#Científico

 

229) Aniversário do Hellinger com um Resumo da sua Obra

 


Hojé, 16 de dezembro, é o aniversário do Bert Hellinger

Onde você estiver, saudações e muito obrigada!

 

Ele é o criador da Familienstellen (Constelação Familiar), da Hellinger Sciencia e escritor de mais de 100 livros publicados em vários países.

Como filósofo, professor e psicoterapeuta, junto a sua esposa Sophie Hellinger, chegou a novas compreensões da Constelação Familiar, nos presenteando com os 

·       Princípios do Amor: Pertencimento, Ordem (Hierarquia, Precedência e Prioridade), Dar e Receber.

·       E como estas ordens atuam como a gravidade, afetando a saúde, as relações, o trabalho, a vocação, os negócios, disputas judiciais, aprendizado e scripts de vida.

·       As 3 Consciências: pessoal, coletiva, Espiritual e como elas atuam na nossa vida.

·       O intrincado movimento entre a Boa Consciência, com seu “lago” de ilusória Felicidade, e a Má Consciência, a margem que nos tira do lago, mas nos faz acreditar que perderemos o pertencimento. 

·       A Fenomenologia Hellingueriana que respeita o que se revela sem a arbitrariedade dos julgamentos e preconceitos, porque assume as 

·       4 Posturas doConstelador e mais 1: sem intenção, sem medo, sem pena, sem amor e sem teoria.

·       E assim somos conduzidos até uma esfera na qual uma Constelação serve a todos os presentes num seminário.

·       A Hellinger Sciencia: um conjunto de conhecimentos que todos podem experimentar em si mesmos.

·       As dinâmicas do vício, vítima e algoz, do incesto, eu por você, você por mim, eu no teu lugar e outras mais.

·       As frases sanadoras: você é a certa/o para mim, sim, por favor, obrigada, você pertence etc.

·       O sucesso norosto da mãe, o mundo na mão do pai.

·       A sua visão de corpo e saúde, pouco explorada, mas completamente eficaz.

·       Sua coragem moral diante da difícil tarefa de trazer o novo.

·       A Arte daAjuda: saber se posso ajudar. Quando, como e até onde ajudar?

·       Meditações da vida.

·       As diversas aplicações da Familienstellen.

·       Sua capacidade de sustentar o decisivo etc.

 

Então, com a palavra, o mestre que nos via como mestres da nossa vida: 

 

“Aquilo que tem efeito acaba prevalecendo.”

 

Bert Hellinger, 16/12/1925-19/09/2019

 

#BertHellinger #ConstelaçãoFamiliar #HellingerSciencia #SophieHellinger

 

245) Mamãe, você é a certa para mim!

  Ilustração de Ericka Lugo                          Muitas mulheres se tornaram mães até a vida chegar em você .                     Se hou...