20 de out de 2016

51) Como é a Nova Constelação Familiar?




Nova Constelação Familiar com Bert e Sophie Hellinger
 Bad Reichenhall - 2013



Como acontecem as dinâmicas da Nova Constelação Familiar? 
   Para quem ainda não participou de um encontro de Constelação Familiar é um pouco difícil de entender, porque a abordagem é muito inovadora.
   Mas acontece assim: os facilitadores formam grupos de cinco até o número de pessoas que ele estipular. Com o Hellinger, criador das Constelações, os grupos podem ultrapassar mil participantes.
   No início eu (a facilitadora), por exemplo, explico o que é a Constelação.
  Outros iniciam o encontro com uma pequena palestra sobre alguma temática, com vídeos, etc.

      A partir daí o facilitador pergunta ao grupo quem quer constelar. Todas as pessoas que quiserem constelar levantam a mãos.
   O facilitador sente onde o Campo "vai apontar". O *Campo age como uma guiança interna que surge no dia e de acordo com os presentes.
(Esta parte só entendemos quando participamos das constelações de grupo: todos no seminário sentem esta força guiando. Se acessa o Campo como "consequência" do que Hellinger chama de postura ou caminho fenomenológico. Se quiser ler sobre, clique aqui)
   A pessoa escolhida senta ao lado do facilitador e fala o seu tema com poucas palavras. Nunca invadimos a privacidade da pessoa no grupo.
   Por exemplo, a pessoa tem uma questão para tratar na relação com a sua mãe, então diz que quer olhar para a relação dela com a mãe, somente.
   O facilitador, se sentir que precisa de algum dado, faz perguntas sobre fatos na vida dos ancestrais, como perdas precoces, casamentos anteriores, etc. O Facilitador sente quando pode começar a "montar" a constelação, então e ou a pessoa, se estiver centrada, escolhe alguém para ser a sua representante, alguém para ser a representante da mãe e outra pessoa para ser o conflito entre as duas, por exemplo. 
   Estes representantes vão para o "palco" se disponibilizam interiormente a não interferir com sua vontade ou intenção no movimento que vai surgir dentro deles, que os guiará de acordo com o tema da pessoa que está constelando. 
   Esta é outra vivência que só os que participam podem compreender: todos nós sentimos o movimento que surge na hora da constelação. Não é preciso nenhuma competência além de se deixar guiar.
  É como se fosse um psicodrama, mas sem colocar a nossa intenção. Com  isso, as Constelações servem a todos, uma vez que somos guiados e sentimos este movimento em direção à solução juntos. Seguindo o exemplo acima: se há um ajuste em relação à mãe acontecendo no Campo nos ajustamos juntos com a nossa mãe.
    A Nova Constelação Familiar então, como disse Hellinger, significa juntos.
   Destas constelações e reações no grupo surgem vivências em duplas ou pequenos grupos.
   Coloco aqui um vídeo de uma Nova Constelação com o Bert e Sophie Hellinger em Bad Reichenhall em 2015 (eu estava lá na plateia constelando :)


Eu no demasiado humano com Roberto Chiodelli
Aqui tem uma entrevista que eu dei no DEMASIADO HUMANO com o Roberto Chiodelli: psicólogo, professor e podcaster em 2015.

15 de out de 2016

50) Nova Constelação Familiar no Rio de Janeiro

   05/11/2016  
10:00 - 19:00
Ipanema
Inscrições:  monicaclemente@constelandocomafonte.com.br
Folder: clique aqui
Você sabia que uma constelação feita em grupo serve a todos

Sim, quando estamos juntos e deixamos o Campo* agir ele atua em todos.
*Campo é a inteligência que media um encontro de Constelação Familiar, como este método inovador criado por Bert Hellinger nos mostrou. 
Todos os presentes sentem que são guiados por ele durante o processo, o que faz desta abordagem uma experiência única e reveladora, da vivência ao (re)conhecimento.
Acontece assim também com as meditações que fazemos nos encontros. Como são coletivas e partem das nossas demandas que surgem ao longo do dia, multiplicam sua ação individualmente.
E com as vivências sistêmicas em duplas e em pequenos grupos, que também são devolutivas das demandas do grande grupo durante as constelações.
Desta maneira, somos levados juntos para as soluções.

Como acontece a Nova Constelação, então?
Ela é o encontro do grupo durante o dia pela mediação do Campo que surgirá a partir dele.
Quem tem um tema para constelar levanta a mão no grande grupo. O Facilitador sente para o onde Campo aponta e esta constelação servirá a todos. De acordo com esta inteligência coletiva fazemos as constelações, meditações e vivências.*
Nem todos querem ou são escolhidos para constelar diretamente, porque não precisa ser assim. Às vezes, um tema que achamos que precisa de ajuda encobre uma verdadeira demanda. Esta verdadeira necessidade oculta acaba sendo constelada no grupo, sem que a pessoa tivesse previsto aquela solução.
Assim, como nunca houve diferença entre participantes e "constelandos", toda constelação, vivências sistêmicas, visualização e reflexões teóricas ao longo do seminário servem e atuam profundamente no grupo inteiro.
Se quiser saber mais sobre a atuação coletiva da Nova Constelação, clique aqui: Todos Juntos.
 Como se preparar para a Nova Constelação:

1) Durante o encontro de Constelação o Campo orienta quem, como e quando se vai constelar e como serão os exercícios nos pequenos grupos. Para ter o maior benefício, esteja centrado/a. Chegar ao centro acontece na entrega, sem expectativas, para esta inteligência maior que permeia a sua existência. Nos seminários fazemos exercícios para nos centrarmos.
2) Formule o teu tema com o máximo de duas frases. Se for maior do que isso, não é um tema é um roteiro de vida que não se quer soltar. Faremos um dinâmica para que todos tenham seus temas colocados no Campo.
3) Se puder, converse com teus familiares e pergunte sobre eventos que tenham forças referentes aos teus pais e antepassados: mortes prematuras, assassinatos, viuvez precoce, quantidade de casamentos e filhos nascidos e não nascidos, golpes do destino, etc.
4) No momento em que você se comprometer interiormente a ir à Constelação começa um movimento de soluções na alma.

Facilitadora: Mônica Clemente (Manika)

Dra em Ciências da Saúde - FIOCRUZ
Facilitadora da Nova Constelação - Hellingerschule e ABC Sistemas
Currículo: clique aqui 
Artigos e site: clique aqui e aqui

78) Depressão

Quando eu li pela primeira vez que a depressão, segundo as observações do Bert Hellinger nas Constelações Familiares, era, geralment...